terça-feira, 30 de outubro de 2007

PRÁ FRENTE BRASIL!!! por Rodrigo Curty

Prepare o seu coração. Vem aí mais uma Copa do Mundo e desta vez no Brasil.
A primeira e única realizada no considerado "país do futebol", foi em 1950. Uma época completamente diferente dos dias atuais.

Para se ter idéia, das 20 seleções, que deveriam participar do torneio, apenas 16 participaram. Seleções convidadas e classificadas como França, Argentina, Portugal e Índia, desistiram.

O Brasil estava em processo de desenvolvimento, não havia essa superpopulação de hoje, o povo sofria menos, mas enfim, foi a nossa Copa, por ironia para ser esquecida.

Um time que tinha craques como Danilo, Friaça, Jair Rosa Pinto, do craque Ademir de Menezes, artilheiro do torneio com nove gols.

Perdemos para a convidada seleção uruguaia naquela tarde de 16 de julho, aonde poderíamos empatar e fomos surpreendidos com os gols de Schiafino e Gighia.

Uma Copa que tinha a missão de unir países, fazer com que o mundo esquecesse os tempos tristes vividos na 2ª Guerra Mundial. O Brasil foi escolhido por ser um dos países que não foram abalados por ela.

Século XXI, outra realidade. Hoje em Zurique, na Suíça, foi definido o que todos já esperavam: A Copa do Mundo de 2014 vai ser novamente em terras brasileiras.

É verdade que o país se encontra com diversos problemas sociais, estruturais, políticos e de iniciativa privada.

Mas é fato afirmar que grande parte do povo brasileiro vibrou com a decisão da Fifa, pois é apaixonado e respira futebol. Claro que agora também sonha com o progresso que não veio desde os tempos de Comti.

Antes de progresso, o Brasil deve ter ordem. Daí é que vem a preocupação inicial. O fato não é a Copa ser realizada aqui, e sim quem a nos trás. Uma comissão formada pelo nosso presidente Lula, o escritor consagrado Paulo Coelho, o presidente da CBF, órgão maior do futebol no país, o senhor Ricardo Teixeira, craques como Dunga, capitão do tetra, e ele o amado e odiado Romário.

Não podemos nos esquecer que também estavam presentes 12 governadores e que serão escolhidas apenas 12 cidades que vão receber os países participantes. Em 1950 foram somente seis cidades.

Vacilos não serão permitidos, e aí começamos mal demais. Ricardo Teixeira respondeu de forma ríspida a repórteres de países como EUA, Inglaterra e Canadá. Por dizer que violência tem em todo lugar, por não saber do rei do futebol - o brasileiro Pelé, e ainda acrescentar que hoje conta com outros craques que fazem parte de sua geração. Uma infelicidade...

Outra gafe foi cometida pelo presidente Lula. Afirmar que o craque francês Platini marcou um gol de pênalti no Brasil, e dizer que a Copa será um sucesso pra argentino nenhum botar defeito, é no mínimo deselegante. Sem falar que citou anteriormente uma Copa realizada na China, ao invés de Japão / Coréia.

É importante saber mais do futebol antes de lutar por ele.

O brasileiro deve ficar de olho em todos os passos até a Copa de 2014. Muito se fala dos problemas atuais como transporte, educação, saúde, sistema de comunicação, aeroportos e segurança. Isso pode ser resolvido com alguns tipos de iniciativa.

Vamos dar um voto de confiança e acreditar que nesses próximos sete anos tudo possa se resolver. Primeiramente não esquecer que o Pan-Americano foi um evento “local” e jamais poderá ser visto como modelo de gestão.

Vamos cobrar mais o nosso governo, que como em todo lugar enfrenta problemas de corrupção. A diferença é que lá fora, quando se descobre, existe punição.

Vamos torcer para que uma luz ilumine o presidente Lula, e este possa encaminhar um projeto de lei ao congresso para começarmos “ontem” um trabalho que moralize o nosso país do futebol.