sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

O DESTINO DE LUXA - por Rodrigo Curty

Acabou na noite de ontem a novela Luxemburgo com o time do Santos. Para muitos alvi-negros, longe de poder ser comemorado como um final feliz. Foram quatro longos dias de negociação com a diretoria do peixe e mesmo com a reeleição do atual presidente Marcelo Teixeira, não teve jeito, o cobiçado técnico saiu após dois anos no comando do clube.
Essa foi à terceira passagem de Luxa pela Vila Belmiro. Mas porque não houve acordo? Pelas informações divulgadas, um dos impasses foi o fato de não haver um acerto em relação aos valores para contratações de jogadores para temporada por parte da diretoria e o técnico.
Luxa considerou baixo o investimento para quem sonha ganhar uma competição como à taça Libertadores da América e um Brasileirão.
Outro aspecto que pegou foi o fato de muitos considerarem alto o salário do treinador.
Luxemburgo recebia do peixe R$ 500 mil e para renovar até aceitava reduzir o salário para R$ 300 mil, desde que tivesse participação em alguma transação do clube. Convenhamos, esse salário para ganhar um campeonato paulista e classificar o time para um torneio internacional é muito para os padrões nacionais.

Agora livre, leve e solto, o técnico é cogitado por clubes na Inglaterra e pelo Palmeiras que aceita manter o salário e oferecer o que o treinador pedir. Até 2ªf devemos ter novidades. Pode ser uma ponte, inclusive, para quem sabe, ele voltar ao comando da seleção brasileira.
E o Santos Futebol Clube, como fica nessa? A diretoria deve anunciar nos próximos dias seu novo treinador.
As principais opções são Dorival Júnior, ex-Cruzeiro que também interessa ao Verdão, e Émerson Leão, que estava no Atlético-MG e que comandou o clube no histórico título de 2002, em uma geração que não veremos tão cedo novamente.
Não me surpreenderia se Luxa se ausentar por seis meses no comando de algum clube e cuidar de seus negócios em Joinvile. É aguardar prá ver!!