quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

VAMOS DAR AQUELA ESPIADINHA? – por Gustavo Cavalheiro

São várias câmeras por todo lado, querendo um ângulo exclusivo dos participantes dessa nova edição.
Amor, traição, alegria e falsidade começam a rolar pro deleite e o voyerismo do público brasileiro, mas no fim, depois de meses de ralação ninguém vai lembrar desse doce começo.

Calma, se você acha que estou falando da atração global do arremedo de poeta, Pedro Bial, você está enganado.
Começou o BBB do jornalismo esportivo no ano de 2008. Nessa busca sedenta por bola rolando tudo virou notícia:

- Do cabelinho vermelho do Richarlysson ao reencontro da bola com o imperador Adriano calçando sua nova chuteira laranja. Tudo é bomba, tudo é Fantástico!

- Do Pentacampeão Marcos dizendo que o Luxa é o mesmo, só sua conta bancária mudou ao preparador físico filho do presidente da república e corintiano no clube rival. Tudo é festa, tudo é Malhação!

- Do desmaio do Marquinhos Paraná (who?) na apresentação na Raposa ao “parabéns” do técnico Adílson Batista ao clube que o contratou, pelos seus 87 anos de existência. Tudo é fato, tudo é Espetacular!

- Da predileção do zagueiro cruzmaltino Jorge Luiz pelas canções do rei Roberto Carlos ao Iron Maiden no ouvido do goleiro Tiago (Ceni). Tudo é curtição, tudo é Caldeirão!

Tudo isso não é tudo nem aqui, nem na China!
Isso tudo é um grande NADA: um absoluto NADA NULANTE.

Sei que parece difícil de acreditar, mas esses incríveis “fatos”, acima citados, foram bem destacados pela imprensa nos primeiros dias do ano e te pergunto: pra quê? Ou melhor, o que isso contribuiu pro torcedor, ou para o esporte?

É um grande suplício para o torcedor nesses meses de dezembro e janeiro, pois ficamos órfãos de tudo.
Criam-se o MSJ (Movimento dos sem jogos), MSN ( ? Bill desculpe, mas é movimento dos sem notícias) e principalmente o MSP ( MOVIMENTO DOS SEM PAUTA).

Em vez de correr pelos times, mandar seus setoristas buscarem os nomes especulados pelas alamedas dos clubes ou falar com agentes/empresários/cafetões de jogadores, muitas editorias preferem falar sobre o nada.

E olhem que notícias esportivas brotaram por essa semana:

- Do cancelamento do Rally Dakar pelo medo do terrorismo ao primeiro título do Finasa/Osasco na Superliga;
- Dos clássicos pela Europa ao fuzuê do vídeo-onanista do argentino Badega.
- Do sapeca que o Nadal levou do 15º do ranking à vitória do Cavs pelas mãos do brasileiro Varejão, o mundo esportivo continua girando e sempre o fará.

Não seria essa a hora de aproveitar que o primeiro “paredão” do futebol brasileiro está marcado só pro dia 20, no alçapão da Vila no confronto Santos FC x SE Palmeiras no embate dos midiáticos Leão e Luxemburgo, para falarmos de algo mais? quem sabe outros esportes ou do futebol pelo mundo talvez.

Já sei, você prefere continuar dando aquela espiadinha na casa pra ver como anda a nave-big brother, certo? Pode espiar o líder de audiência e acompanhar cada movimento do seu Big brother-esportivo preferido, mas garanto que não vai rolar nada que preste nessa "casa da mídia" até o primeiro eliminado!

este logotipo o nome a idéia e tudo mais é uma propriedade da Rede Globo e da Endemol