quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

A HORA É AGORA SÃO PAULO - Por Rodrigo Curty

Hoje é dia de mais uma estréia brasileira na Taça Libertadores da América. É o dia do São Paulo, o maior vencedor entre os clubes brasileiros no torneio, com três títulos. Essa noite é a hora do tricolor mostrar a que veio.

É verdade que o São Paulo está bem longe daquele time que os seus apaixonados e também exigentes torcedores gostariam de ver. Mas é verdade também que o momento pode ser um divisor de águas.

O São Paulo sempre tratou a Libertadores como um torneio diferenciado. Se no Campeonato Paulista o time não rende o esperado, a desconfiança deve acabar agora.

Muitos acreditam que a fase é ruim por causa das más atuações do grande líder do time, o goleiro Rogério Ceni. Outros porque o elenco está enxuto e não conta mais com jogadores considerados coringas, como Leandro e Souza.

Mesmo com o elenco reduzido, o técnico Muricy Ramalho, acredita que a fase ruim vai passar. A começar pela zaga que foi um dos principais pontos fortes da equipe no ano passado, e que nesse ano ainda não se acertou.

A saída de Breno e com Alex Silva ainda fora de combate, devido ao rompimento que teve no ligamento cruzado anterior do joelho direito, complicaram o setor que conta agora com Juninho, Miranda e André Dias. Será que não é hora de trocar o esquema?

O jogo será realizado na Colômbia. Um país onde o São Paulo historicamente não vai bem. Pela competição sul-americana, por exemplo, foram até hoje dois jogos. Um em 1974, quando empatou sem gols com o Millonários de Bogotá, e o outro, em um jogo inesquecível em 2004, quando perdeu a vaga para as finais para o então campeão na oportunidade, a equipe do Once Caldas.

O adversário de hoje, o Atlético Nacional de Medellín também não vive bons momentos no torneio local, mas assim como o time do Morumbi, deseja afastar de vez a má fase.

Promessa de jogo tenso e bem disputado. Sorte ao tricolor !!!