sexta-feira, 13 de junho de 2008

O MELHOR NO PLANETA TERRA - por Gustavo Cavalheiro

Não existe ninguém no Planeta Terra que saiba jogar melhor na terra/saibro que o espanhol Rafael Nadal. Dos 27 torneios profissionais que ele venceu, apenas 5 não foram sobre o seu piso preferido: o saibro.

O Rei do Saibro tem a magnânima marca de 81 vitórias seguidas no piso de terra e agora igualou o mito Bjorn Borg, com um verdadeiro tetra-campeonato (4 seguidas) de Roland Garros, mas vale a lembrança que o sueco é o maior campeão do Gland Slam francês com 6 conquistas (74,75, 78,79,80 e 81).


Mas voltando ao Nadal, passou despercebido o fato inusitado que aconteceu no último domingo no templo do saibro (Roland Garros), talvez pelo vexame do Brasil contra a Venezuela, pelas primeiras rodadas da Eurocopa, início das finais da NBA, F1... não sei! Pouco se falou de como o espanhol passou como um trator sobre o número 1 da ATP, o suíço Roger Federer.

Mais uma vez ali, numa final de Grand Slam, o tenista número 1 do planeta Terra enfrentava o número 1 do planeta terra e Nadal aplicou um avassalador 3 sets a 0, com incríveis parciais de 6-1, 6-3 e 6-0 em pouco mais que 1 hora e 45 minutos.


PNEU

O set vencido por 6 games a "zero" é conhecido no meio do tênis como PNEU e é raríssimo um número 1 da ATP levar um deles em uma final. Pra se ter uma idéia, Roland Garros é um torneio com 83 anos* e assistiu apenas 18 sets ganhos dessa forma em suas finais. (* de 1940-45 a segunda guerra impediu a realização do evento).

Mas não podemos nos enganar, pois como Nadal mesmo disse:
"... estou mais perto de perder o segundo lugar da ATP que ganhar o primeiro".
O que é muito verdade, diga-se de passagem, pois Federer continua longe na pontuação e Nadal, fora do circuito de saibro, não tem a mesma eficiência, principalmente nos grandes eventos, mas também não tem muitos pontos para defender no ranking e uma "zebra" qualquer pode encurtar muito essa disputa entre os titãs do tênis mundial.
Lembre-se que Nadal venceu o desafio contra Federer no Confronto dos Pisos em que meia quadra era saibro e meia grama.