segunda-feira, 30 de junho de 2008

UMA RODADA RUBRO-NEGRA - Por Rodrigo Curty

A oitava rodada do brasileirão ficou a desejar se consideramos o número de gols marcados - apenas 23 em 10 jogos, média de 2,2.

O destaque da oitava rodada foi à bela vitória do Flamengo contra o Sport. O time pernambucano que no ano já havia derrotado, em casa, equipes de grande porte como Palmeiras, Vasco, Inter e Corinthians perdeu a invencibilidade de 22 jogos no ano. Graças aos dois gols de Obina, o rubro-negro carioca chegou a vitória de número 400, no brasileiro, e segue pela primeira vez, sozinho na liderança.

Grêmio e Cruzeiro, bem que poderiam também seguir na ponta, mas vacilaram. O primeiro, no grande clássico, contra o Inter, em pleno Olímpico, não passou de um empate de 1x1. O segundo, mesmo com o apoio maciço de sua torcida, não conseguiu bater o São Paulo. O resultado de 1x1 poderia ter sido pior, se não fosse pela bela atuação do goleiro Fábio.

A rodada foi excelente para o Palmeiras. A vitória de 2x0 contra o Náutico valeu o quarto lugar e o marco de 400 vitórias no Brasileirão. O time dirigido por Luxa segue com uma diferença de apenas três pontos do Flamengo. Foi a terceira vitória seguida. Parece que finalmente o time embalou.

Clássico que ficou a desejar foi o do Maracanã. Conhecido como vovô, o 0x0, de Flu e Bota, reflete a posição de ambos, no Campeonato. É para começar a se preocupar. Principalmente o alvinegro que não tem uma oportunidade de gritar “é campeão”, na quarta-feira.

Já no Paraná, o Atlétiba, também não foi uma grande partida. O Furacão segue de mal a pior, são três jogos, sem saber o que é vencer na competição, o Coxa por sua vez, precisa mostrar, a que veio na Série A.

Na bela Santa Catarina, um empate de 1x1 até que de certa forma foi bom para o Galo mineiro. Se não fosse por Edson, PC Gusmão estrearia com o pé direito.

Na rodada de sábado, o destaque foi o pênalti marcado por Herbert Roberto Lopes, na partida entre Vasco e Ipatinga. Os cruzmaltinos agradecem o erro, valeram os três pontos e a vitória de 4x2. A alegria do time da colina foi ainda maior com a queda do todo poderoso Eurico Miranda. Torço para que Roberto Dinamite faça uma boa gestão e que seja dado o exemplo para outros grandes clubes brasileiros.

Portuguesa e Santos não saíram de um empate sem gols. Cuca dessa vez deve reclamar menos, pois a Lusa teve um gol mal anulado e consequentemente foi prejudicada. Quem não pode reclamar, é o Vitória. Com a goleada de 3x0 sobre o Goiás, que definitivamente deve lutar para não cair, o rubro-negro baiano chegou na 5ª colocação. Ótima campanha, se considerarmos que era visto como um dos prováveis coadjuvantes da competição. Vamos ver até quando vai durar.

Em tempo, a Espanha conquistou seu segundo titulo na Eurocopa. Titulo justíssimo. A equipe dirigida por Luis Aragonés marcou 12 gols e sofreu apenas três, em todas as seis partidas que disputou. A Alemanha perdeu de 1x0, mas valorizou a conquista e de quebra, ainda segue como o país com a maior quantidade de conquistas.

Um abraço e até a próxima!!