segunda-feira, 21 de julho de 2008

ERROS, TROPEÇOS E ACERTOS NO BRASILEIRÃO- Por Rodrigo Curty

O Campeonato Brasileiro, da Série A, a cada rodada nos reserva gratas surpresas. Na 13ª rodada, por exemplo, podemos citar as vitórias de Ipatinga, Goiás e Vitória.

No sábado, o Ipatinga conseguiu golear a Portuguesa que vinha de uma vitória dramática, contra o Náutico. A goleada de 4x1 resultou na demissão de Vágner Benazzi. A Lusa agora vai de Valdir Espinosa. O Tigre espera finalmente sair da zona de rebaixamento.

O mesmo ocorre com o Fluminense. A cada rodada, o tricolor tenta sair de vez dessa zona de baixo da tabela. Os três pontos conquistados contra o Figueirense foram fundamentais para esse objetivo. O problema ainda existe para Renato que não terá em agosto os dois Thiagos. Complicou?

Quem não se complicou na rodada foi o outro tricolor, o Grêmio. O time de Celso Roth fez a lição de casa. Derrotou um adversário direto na busca das primeiras colocações, o Cruzeiro. Nesse torneio está cada vez mais claro que 1x0 é goleada. Já o time mineiro precisa arrumar urgente um bom zagueiro e um atacante, caso contrário, Adilson pode pagar o pato.

Nos jogos de domingo, a surpresa foi à segunda derrota seguida do líder Flamengo. O time sente a ausência de um matador, não que Marcinho fosse, mas resolvia. A “gordura” que existia, acabou? Já o Vitória teve a seu favor um erro da arbitragem. O gol de Tardelli foi legal. Mas mereceu, pois aproveitou a chance que teve com Dinei, e sempre buscou os três pontos, por isso, de forma merecida chega ao G4.

Outro carioca que dançou foi o Vasco. O time de Antônio Lopes jogou muito mal e até que poderia ter arrumado um empate de pênalti. Mas Leandro Amaral desperdiçou. Melhor para o Atlético PR, do goleiro Galatto, que venceu por 3x1, sem problemas.

Pelo lado paulista, o Palmeiras bem que tentou. Correu atrás do placar de 2x0 para o Goiás. Teve mas prejuízo que ajuda da arbitragem, porém o que determinou a sua derrota por 3x2, foram os erros infantis de alguns jogadores, entre eles Diego Souza. E pode acreditar que ficou de bom tamanho, pois se não fosse São Marcos...

Finalmente o Santos voltou a vencer. Foi sofrido, contou com erro da arbitragem, pressão do Sport. Mas também foi justo. O time criou, lutou, colocou bolas na trave, mas fez apenas 1 gol, e para variar com Kléber Pereira. Quarta-feira é o dia de mostrar que o vento agora sopra a favor. Vencer o Palmeiras no Palestra Itália é difícil, mas porque não acreditar?

Quem sempre acreditou que as coisas iriam melhorar foi o São Paulo. A vitória de 2x1 sobre o Botafogo, de forma sofrida e tensa, colocou o tricolor perto do G4. O time não para de vencer. Estão deixando chegar? Agora é saber como montar a equipe sem Alex Silva e Hernanes, dois importantes jogadores que defenderão a Seleção Olímpica. É para deixar o torcedor aflito.

E por falar em aflito, o Náutico bobeou e tropeçou mais uma vez em sua casa. O resultado de 1x1 não era o que o estreante Pintado esperava. Para o Inter a conquista desse um ponto foi muito importante. O colorado agora se aproximou do G4.

Quem se afasta da zona de rebaixamento é o Atlético Mineiro. O sofrimento acabou por causa de Petkovic. O sérvio entrou e mudou a história da partida. O Coritiba vencia por 2x0 e não resistiu à pressão. No final um 3x2 justo.

Essa semana teremos muitos jogos decisivos, entre eles clássicos. Partidas que podem mudar o rumo da competição mais equilibrada do planeta. Depois eu conto.

Boa semana a todos!!