terça-feira, 26 de agosto de 2008

COMPETÊNCIA CERCADA DE INCOMPETÊNCIA- Por Diego Senra

Acho que não teve um brasileiro que não acompanhou a corrida desse domingo até o ultimo centímetro. Ainda dolorido pela tragédia da Hungria, onde o Massa teve o motor quebrado na antepenúltima volta, ninguém foi assistir ao encerramento da Olimpíada de Pequim e ficamos todos velando a vitória do brasileiro.

No novíssimo circuito de Valencia, na Espanha, os pilotos chegaram meio sem saber o que esperar. Os organizadores idealizaram um circuito que tivesse um charme tipo Mônaco pós-moderno, mas esse tipo de coisa não se constrói. Apesar de ser a base da América’s Cup, a cidade não tem o glamour do principado e o circuito foi construído também num porto, mas um porto comercial. Resultado: um circuito alterando retas de alta com curvas travadas, pista estreita e um visual cercado de conteiners.

Os primeiros treinos foram confusos, com equipes pequenas liderando treinos e 100 mil espanhóis ansiosos por Alonso e sua Renault voadora (?). Quando foi pra valer, deu Massa na pole, num prenúncio de um fim de semana que seria perfeito.Massa fez a pole, volta mais rápida e venceu a corrida, conquistando a preferência dos “tifose” para ser o primeiro piloto da equipe, apesar da força incrível que a Ferrari e seu staff faz para prejudicar seus pilotos na pista.

Começou com uma trapalhada com Massa, que foi liberado para sair do pit, quase batendo em Adrian Sutil (manobra que poderia ter custado a corrida, mas que só resultou numa multa para a equipe). Não satisfeitos, autorizaram a saída de Raikkonen do box com a mangueira de combustível acoplada e um mecânico acabou hospitalizado. E quando todo mundo achava que já tinha acabado, estoura o motor de Raikkonen da mesma forma que o de Massa estourou na corrida passada. Por incrível que pareça, a equipe que tem o melhor carro na pista está sendo a equipe mais destrambelhada dentro do paddock, com suas incontáveis patetadas.

Hamilton fez uma corrida resignada, mesmo correndo muito doente, terminando na segunda posição e garantindo oito pontos importantíssimos para o campeonato. E Robert Kubica completou o pódio, depois de um muito tempo ausente, desde sua vitória em Montreal. Raikkonen se mostra cada vez mais apático, mas pode reagir se encontrar motivação para defender o título.
A leitura que fica do campeonato é muito clara. Deve ser decidido entre Hamilton e a dupla Massa/Ferrari. Hamilton só depende de si, pois o carro não é tão bom, mas tem uma equipe que não falha. Massa tem o melhor carro da temporada, mas a Ferrari ainda não descobriu como trabalhar depois da saída de Jean Todt e Ross Brown. É pra dar Massa campeão, se a Ferrari deixar.

À espera de Alonso

A próxima temporada de grande parte dos pilotos da F1 e da GP2 hoje depende de um homem: Fernando Alonso. Como já falei aqui, todos esperam a definição do espanhol sobre qual é a equipe que ele vai escolher para 2009. Assim que ele se mexer, todas as equipes se preenchem, mantendo seus pilotos ou trazendo novos da GP2. No momento, o destino mais falado é a Honda, no lugar do Barrichello. Infelizmente.

O talento de Di Grassi

O brasileiro Lucas Di Grassi venceu de novo esse domingo na GP2 em Valencia e começa a chegar de forma agressiva nos lideres Senna e Pantano. Na prova de sábado na Espanha já tinha ficado em quarto. Esses resultados reduziram a diferença para os líderes: Giorgio Pantano tem 70 pontos, Bruno Senna tem 58 e ele tem 51, mesmo não disputando as seis primeiras corridas do ano. Faltando 2 fins de semana para o final da temporada, ainda não dá pra apostar no campeão. Mas o homem subindo hoje é Di Grassi.

Análise Olímpica

Para todos que assistiram, não resta dúvida: a Olimpíada de Pequim foi a maior da história. A festa de abertura mais linda de todas e instalações impecáveis. Assistimos ao maior atleta olímpico de todos os tempos, Michael Phelps, e suas 8 medalhas de ouro. Vimos dezenas de recordes quebrados e muitos momentos inesquecíveis. A participação do Brasil pode ser resumida da seguinte forma: fez muito menos do que poderia, mas as mulheres fizeram mais do que nunca. Parabéns para nossos medalhistas....todos eles, sem exceção! Entraram para a história.

PS: Vou aguardar os comentários e análises do Palpitometro do EsporteAcontece!, vencido de fato e de direito por esse que vos escreve.

APOSTA DA SEMANA

Antes da minha aposta dessa semana, quero comentar meus últimos desempenhos: Na coluna no começo da olimpíada, apostei nas “barbadas” olímpicas do Brasil e ERREI todas, desafiando todos os prognósticos. Semana passada, apostei em Massa para a pole e vitória e Hamilton em segundo: acertei a trifeta na cabeça. Essa semana vou apostar no vencedor da Corrida do Milhão na Stock Car: Pra mim, dá Cacá Bueno na cabeça, para a alegria do nosso colunista Gustavo Cavalheiro, seu fã e torcedor número 1.