terça-feira, 19 de agosto de 2008

F-Superliga? por Diego Senra

Na Espanha, o Real Madrid tem seu próprio time de basquete, assim como o Barcelona, que também tem seu time de Handebol e de Hóquei Sobre Patins. Em Portugal, o FC Porto se descreve como um clube profissional multi-esportivo, assim como o Olympiacos, que tem mais de 3800 atletas. Todos os clubes têm esportes paralelos em suas estruturas e a paixão de seus torcedores de futebol sempre se estende para qualquer modalidade que o clube participar.

Foi pensando nisso que nasceu a Fórmula Superliga. Para unir as duas maiores paixões da grande maioria dos homens desse planeta Terra: corridas e futebol.

Um campeonato reunindo os clubes com as maiores torcidas do planeta, com carros iguais para todas as equipes, projetados para facilitar ultrapassagens e com maior aderência pela americana Élan Motorsport, que construiu os carros da Indy, e empurrados por motores V12 de 4.2 litros fabricados pela MCT francesa e mapeamento telemétrico da PI Research, que produz um ronco descrito como impressionante pelos organizadores.
Cada time terá uma equipe profissional de competição, que será escolhida entre quase 50 candidatas de vários países nas mais diversas categorias como GP2, Renault World Series, A1GP, Formula 3000 Européia, World Touring Car Championship e outras.
O Campeonato terá seu início no circuito inglês de Donington Park no próximo dia 31 e terá um calendário com 6 provas, inicialmente europeu, passando pelas principais pistas do continente. O sistema de competição será um misto da Stock Car com a GP2. Terá treinos na sexta, uma classificação com playoffs e confronto direto entre os oito primeiros e duas provas de uma hora de duração, sendo que a segunda prova terá o grid formado pela classificação invertida da primeira prova, ou seja, os últimos da primeira bateria serão os primeiros da segunda.

Para incentivar a competição, a pontuação vai de 50 pontos ao vencedor à 1 ponto para o ultimo colocado e terá pontuações diferenciadas como pontos-extras para quem fizer mais ultrapassagens, volta mais rápida, além de distribuir 1 milhão de euros em prêmios por prova.
Até o presente momento, estão escritos os seguintes clubes: AC Milan, Al-Ain FC, Anderlecht, AS Roma, Beijing Guoan FC, Borussia Dortmund, SC Corinthians, FC Basel, FC Porto, CR Flamengo, Galatasaray, Liverpool FC, Olympiacos FCP, PSV Eindhoven, Rangers FC, Sevilla FC e Tottenham Hotspur, totalizando 17 carros no grid para a primeira prova.

O Flamengo já fechou com a equipe holandesa Astromega, umas das mais tradicionais da F-3000 e deve contar com o piloto Tuka Rocha no volante. Já o Corinthians vai com a equipe EuroInternational, que compete em várias categorias na Europa mas, até agora, ainda não anunciou seu piloto apesar de boatos na direção do jovem Felipe Lapenna ou Antonio Pizzonia.
Até a abertura do campeonato devem ser anunciados mais times e definidos mais pilotos, já que o plano da categoria é ter 20 carros no grid e um campeonato com 12 provas, sendo 4 fora da Europa...é aguardar pra ver se emplaca.

F1 em Valencia espera Safety Car

No elogiadíssimo circuito de Valencia, na Espanha, as equipes estão contando com a presença do Safety Car em suas estratégias, já que se trata de um circuito de rua estreito e travado. Não dá pra negar que é um elemento muito importante, porque pode arruinar uma corrida ou levar um novato ao pódio, como Piquetzinho há pouco tempo atrás.

GP2 na reta final

Com um campeonato muito disputado entre Pantano e Bruno Senna, a GP2 entra na reta final com apenas mais 3 fins de semana de prova, já que a GP2 acaba na Europa, não fazendo a volta Ásia/Brasil. Bruno precisa entrar concentrado, pois um erro seria fatal e acabaria com as chances de um título para abrir de vez as portas da F1 para o brasileiro.

E pra não dizerem que eu TAMBÉM vim à passeio

O desempenho olímpico do Brasil tem sido bem abaixo das expectativas, para todos os brasileiros que torcem com o coração e muito decepcionante para a mídia especializada que apostava em nossos campeões mundiais no judô, na ginástica e nos favoritismos na vela e nos esportes coletivos. A verdade é uma só: Olimpíada não é Pan. Mundial tem todo ano e ninguém lembra quem ganhou. Olimpíada é um marco na carreira de qualquer atleta e, quem ganha, entra pra história. E a história não aceita qualquer um.

Aposta da Semana

Com a chegada do GP da Europa, é fundamental uma reação da Ferrari. Ou começa a acelerar agora ou assiste ao titulo antecipado de Lewis Hamilton. Lembrando que começou nessa fase a arrancada de Raikkonen rumo ao titulo do ano passado. Nesse domingo dá Massa (Pole e vitória), Hamilton e Kovalainen. E vocês, o que acham?Abraço e boa semana!