quinta-feira, 23 de outubro de 2008

A NOITE DOS NOVE - Por Rodrigo Curty

A noite de quarta-feira, nos campos brasileiros, marcou dois duelos entre Brasil e Argentina e uma partida isolada pelo Campeonato Brasileiro. O número nove foi o destaque da rodada. Vamos a eles.

No Palestra Itália, o Palmeiras com um time misto foi bastante prejudicado pela arbitragem contra o fraco, mas valente time do Argentino Juniors, acabou derrotado e perdeu uma invencibilidade que já durava há nove jogos.

O primeiro erro aconteceu aos 17’ da primeira etapa, em uma bela cobrança de falta do meia Léo Lima, a bola bateu no travessão e em seguida pingou por completo no gol de Torrico e saiu, conclusão - Nem árbitro e nem bandeirinha confirmaram que a bola teria entrado por completo e a partida seguiu para desespero dos pouco mais de sete mil torcedores e do técnico Vanderlei Luxemburgo.


A partir daí, a partida ficou dura e com o time brasileiro pressionando, mas tendo poucas chances. No final da primeira etapa, o goleiro Marcos ainda salvou a equipe com uma bela defesa, na única oportunidade dos argentinos. Na segunda etapa, o Palmeiras voltou com tudo e foi novamente prejudicado. O lance polêmico ocorreu aos 12’ quando o juiz não marcou mão de Escudero dentro da área, mas em seguida, atendeu a anotação de seu auxiliar Rafael Rivas e anotou o pênalti.

Na cobrança, Diego Souza bateu com paradinha, o gol foi anulado e o meia recebeu cartão amarelo. A FIFA precisa oficializar de vez essa polêmica. Na repetição da cobrança, o goleiro Torrico muito adiantado defendeu a cobrança. O pior estava por vir, aos 21’, o mesmo Escudero recebeu lançamento longo, dominou e fuzilou Marcos. Depois do gol, e com os nervos à flor da pele, Evandro e Gladstone de forma justa foram expulsos. Na partida de volta, o Verdão, na Argentina, terá que vencer por diferença de dois gols para avançar.

No outro confronto, em um Beira-Rio lotado, o Internacional, graças a bela atuação do melhor meia do futebol brasileiro Alex abriu boa vantagem sobre o temido Boca Juniors. A vitória de 2x0, com dois belos gols de fora da área do meia, ajudou e muito a equipe brasileira. Na partida de volta, o Colorado pode até perder por um gol de diferença, que mesmo assim, carimbará a passagem para próxima etapa da competição. Vale lembrar, que o Boca terá os retornos de Riquelme, Palácios e Palermo, logo, toda a calma é pouca.

Calma também é o que deve ter o torcedor vascaíno. Apesar da bela vitória de 4x2 sobre o Goiás, em pleno Serra Dourada, e voltar a vencer na competição, após nove rodadas, o cruzmaltino segue em situação delicada e não se pode dar mais o luxo de tropeçar. Na partida de ontem Edmundo fez a diferença. Independente da idade, 37 anos, o craque que é craque resolve.

O atacante marcou duas vezes, chegou aos doze gols no torneio, e ainda colaborou para os gols de Madson e Alex Teixeira. Já o Esmeraldino, que tem a melhor campanha do segundo turno perdeu uma invencibilidade de nove partidas em casa.

O Brasileirão segue hoje com mais três jogos:

Flamengo x Coritiba, Grêmio x Sport e São Paulo x Vitória. Amanhã eu conto tudo. Boa sorte a todos!!