quarta-feira, 29 de outubro de 2008

O CABALÍSTICO NÚMERO SETE - Por Rodrigo Curty

O Campeonato Brasileiro segue a toda nessa reta final. Agora faltam apenas sete rodadas para se conhecer o campeão, deste que, mesmo não sendo tecnicamente um grande campeonato, já ganha disparado em emoção, competitividade e atenção dos torcedores.

Hoje o número sete, considerado cabalístico para muitos, sorte ou azar para outros, pode fazer a diferença nas partidas.

Começamos pelos desesperados. No Canindé, a Lusa com Fellype Gabriel, Edno e Washington vai com tudo para voltar a vencer e escapar da zona de rebaixamento. O adversário é o fraco Ipatinga, que vem com Enderson Moreira no comando da equipe.

Coritiba e Atlético MG jogam para uma vaga na Copa Sul-Americana de 2009. As duas equipes buscam a recuperação no torneio. O mesmo ocorre com o Inter, que em casa, quer uma vitória contra o Náutico para trazer a confiança do torcedor de volta. O camisa sete Daniel Carvalho, começa a partida e espera se firmar entre os titulares.

Já nos confrontos das equipes que lutam pelo título, o primeiro a entrar em campo será o Palmeiras. No Palestra Itália, o Verdão não pode mais vacilar e sabe que só a vitória interessa contra o Goiás. A esperança de uma bela atuação estará nos pés do camisa sete Diego Souza. Não poderia haver melhor hora para o meia mostrar que tem poder de decisão. Já o Esmeraldino, promete complicar o time de Luxa para seguir entre os melhores do returno.

No Mineirão, um clássico de seis pontos. De um lado o Cruzeiro que precisa muito dos três pontos para encostar de vez no líder Grêmio, o seu adversário. A partida promete ser bem disputada e tensa. O time mineiro terá o retorno de Wagner. Já o tricolor gaúcho, espera contar com o seu camisa sete goleador Perea para vencer, e dependendo dos outros resultados disparar na liderança.

Quem precisa muito da vitória nessa noite para seguir sonhando com o título nacional é a dupla Flamengo e São Paulo.

No Barradão, um duelo de rubro-negros. O Flamengo espera se manter como o melhor time do returno. Nas últimas seis partidas foram cinco vitórias e uma derrota. A confiança de Caio Júnior está depositada nos pés de Obina. Mas a tarefa não será fácil, pois o Vitória quer voltar a ter um bom momento na competição e vencer os primeiros colocados. O time baiano encara nessa reta final, Flamengo, Palmeiras e Grêmio.

No último duelo da 32ª rodada, no Engenhão, Botafogo e São Paulo medem forças. O time alvinegro mesmo com chances remotas, sonha com uma das vagas da Libertadores da América. Assim como o Vitória, o time da estrela solitária encara três times que lutam pelas quatro vagas - O tricolor paulista, Flamengo e Palmeiras. A esperança estará nos pés de Jorge Henrique que veste a mística camisa sete. Pelo lado são-paulino, Muricy Ramalho aposta no conjunto e no psicológico da equipe. O tricolor vem comendo pelas beiradas e não quer saber se teoricamente tem a tabela menos complicada dos que lutam pelo título e pela permanência no G4. O camisa sete, Jorge Wagner e o excelente Hernanes são as esperanças nas bolas paradas.

Amanhã, é o dia de Vasco, Atlético PR, Sport, Santos, Figueirense e Fluminense medirem forças. Eu volto e conto.