quarta-feira, 22 de outubro de 2008

RIVALIDADE À FLOR DA PELE - Por Rodrigo Curty

A rivalidade entre Brasil e Argentina pela Copa Sul-Americana promete ser quente. A missão de trazer o primeiro caneco do torneio para o país é de Botafogo, Palmeiras e Inter.

No primeiro duelo, os Hermanos se deram melhor.


O Botafogo cometeu o mesmo erro de 2007, quando foi eliminado pelo River Plate. O glorioso mesmo com um jogador a mais por grande parte da partida, foi derrotado por 2x0. O valente time do Estudiantes de La Plata, comandado pelo brilhante Juan Sebastián Verón, autor de um dos gols, precisou de apenas 5’ para abrir boa vantagem para a partida de volta. Apesar da missão ser complicada, e sem poder utilizar Túlio, que acabou expulso por reclamação, fica a torcida.

Hoje a torcida é pelo Verdão e pelo Colorado.

O primeiro encara o modesto time do Argentinos Jrs, equipe que lançou Diego Maradona no futebol. Luxemburgo vai utilizar um mistão, no estádio Palestra Itália, que não deverá ter um grande público, pois o que importa mais no momento para o torcedor palestrino é o título nacional.
Já o Internacional tem uma pedreira pela frente. Encara o bi-campeão do torneio, o temido Boca Juniors. Diferente da partida em São Paulo, o Beira-Rio vai estar lotado já que o título sulamericano virou obrigação, uma vez que no nacional a boa equipe decepciona. Tite vai utilizar força máxima para abrir vantagem e jogar tranquilo na partida de volta, em La Bombonera.


Como os xeneizes não contarão com as estrelas Riquelme, Palácios e Palermo, a expectativa é de um placar elástico. Esse duelo já ocorreu em duas oportunidades - em 2004 e 2005, em ambas deu Boca com direito a goleada, em Buenos Aires: 4 a 2 e 4 a 1.Será que a forra vem hoje?

A grande missão do torneio para os brasileiros é o de acabar com a hegemonia da Argentina que já possuiu quatro títulos, sendo dois do Boca JR, um do San Lorenzo e um do atual campeão Arsenal.

Boa sorte aos brazucas!!

Em tempo: O Corinthians está muito perto de voltar à elite do futebol brasileiro. Para subir já na próxima rodada, o timão precisará vencer o Ceará e torcer por derrotas de Vila Nova ou Barueri. Independente, da Série B, ser considerada a mais fraca dos últimos anos, não se pode tirar o mérito da equipe que segue com uma vantagem de onze pontos para o segundo colocado. Devemos lembrar que a equipe foi totalmente reformulada para o torneio e sob o comando de Mano Menezes quer brilhar também em 2009.