sábado, 17 de janeiro de 2009

O BOLA ROLA NOS REGIONAIS - Por Rodrigo Curty

Olá galera do EA! Depois de um merecido descanso, finalmente começamos o ano de 2009. E conosco os campeonatos regionais.

É bem verdade que a bola já rola em alguns estados como Ceará, Santa Catarina e Pernambuco. Nessa semana será a vez do Goiano, Paranaense, entre outros, como os considerados principais campeonatos do país. Vamos a eles:

No Rio Grande do Sul, assim como em 2008, a força estará concentrada em Internacional e Grêmio. Mas como sempre, times como Juventude, Caxias e quem sabe alguma surpresa como o São José ou o XV de Novembro também podem aprontar.

No centenário do Colorado, a ordem é ganhar todos os títulos em disputa: Gauchão, Copa do Brasil, o Bi da Sul – Americana, Brasileirão, enfim. Para isso, o time se reforçou de peças como o atacante Ricardo Noir, ex Boca Jrs, Wendel, Vitor, e de Thiago Neves, ex Fluminense, e que estava no Hamburgo. Mas as grandes forças da equipe devem sair: o meia Alex, Guñazu e o atacante Nilmar. O Grêmio também não ficou parado. Manteve o técnico Celso Roth e trouxe os laterais Ruy e Jadilson, os atacantes Alex Mineiro e Jonas, e o meia Marcelo Mattos, ainda pode chegar. O principal objetivo no ano será a busca do Tri na Libertadores.

Em Minas Gerais, nada mudou. Cruzeiro e Galo novamente são as grandes forças e esperam um 2009 de glórias. O Galo Mineiro, depois de um centenário modesto, espera voltar a ser forte e vingador. A missão de trazer títulos estará mais uma vez nas mãos de Emerson Leão. A equipe ainda conta com nomes como Diego Tardelli, Edér Luis e do meia Lopes para vencer. Talvez a grande missão da Raposa no ano será a de se firmar como uma equipe forte. Para isso, vencer o seu maior adversário, os jogos fora de casa será fundamental. Chegam para esse trunfo nomes como Wellington Paulista, Soares e Jancarlos, além de terem sido mantidos Ramires, Guilherme e Wagner.

No campeonato que é considerado o mais romântico e charmoso do país, o Cariocão, os quatro grandes novamente devem decidir. Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco, porém não terão a vida tão fácil como em 2008. A fórmula de 16 equipes foi mantida, porém diferente do ano passado, os considerados pequenos poderão receber os grandes em casa, aí tudo pode acontecer. O destaque é o retorno do Bangu à primeira divisão e o América ficando de fora. Como se prepararam os grandes?

Flamengo: A equipe rubro-negra, time que teve o ataque mais positivo no brasileirão de 2008, manteve a base e busca o inédito penta-tri campeonato. Nomes importantes que chegam é o do meia Zé Roberto que esteve no Schalke 04, da Alemanha e o de Cuca, que espera finalmente começar a ser um vencedor.


Botafogo: O fogão mudou completamente. Bebeto de Freitas não é mais o presidente. Ídolos como Túlio, Diguinho, Lúcio Flávio, Jorge Henrique e outros nomes como Renato Silva, Triguinho e Gil foram dispensados. Quem chega para suprir e cumprir a difícil missão é Reinaldo, ex Flamengo e São Paulo e que estava no JEF United da China, Maicosuel e o zagueiro Juninho.

Fluminense: O Flu que assim como Flamengo, busca o caneco de n° 31, perdeu a espinha dorsal. Deixaram a equipe Thiago Silva, Ygor, Arouca, Washington, Junior César, Roger, entre outros. Mas a diretoria aposta em Jaílton, Diguinho, nos laterais Leandro, Marquinho, nos meias Leandro Bomfim e Leandro Domingues, além do atacante Leandro Amaral para fazer um 2009 melhor que 2008.

Vasco: O time da colina em 2009 será totalmente diferente do time rebaixado no último Brasileiro. Assim como fez o Corinthians quando caiu, o time está completamente reformulado. Peças chaves como Madson e Leandro Amaral, deixaram a equipe. Para fazer história no cruzmaltino chegaram Paulo Sérgio, Fernandinho, Léo Lima e o grande nome da equipe, o questionável meia Carlos Alberto. A missão principal da equipe, que será dirigida por Dorival Junior, é o de conquistar o título da Série B, e voltar forte em 2010.

Finalmente chegamos no campeonato mais rico e equilibrado do país. O Paulistão contará com 20 equipes e no mesmo formato de 2008. Pontos corridos, e os quatro melhores passam as semifinais e depois os dois melhores fazem a final. O equilíbrio não estará concentrado apenas nos considerados grandes. Santo André e Barueri, por exemplo, querem provar que a vaga conquistada para a elite do futebol em 2009 não foi mero acaso. Vamos as equipes:

Palmeiras: O atual campeão está com problemas. A equipe perdeu jogadores importantes nesse ano. Saíram os laterais Elder Granja e Leandro, os atacantes Kleber e Alex Mineiro, os meias Maicossuel e Léo Lima, sem falar em nomes de reposições como Denílson e Valmir. Lembra muito o caminho pensando pelo Santos no ano passado. O resultado foi quase a queda para a segundona. Mas o experiente em campeonatos paulistas, Vanderelei Luxemburgo, por outro lado, manteve Diego Souza e Lenny, e contará com incógnitas como Marquinhos e Willians, que vieram do Vitória, Cleiton Xavier, ex Figueirense e a quase certa contratação de Keirrison, destaque do Coxa em 2008. A meta inicial do Verdão será o de entrar na fase de grupos da Libertadores.

Santos: O Peixe manteve a base da equipe de 2008, mas também se reforçou. A grande esperança da equipe além do artilheiro Kleber Pereira, estará nos pés do novo camisa 10, Lúcio Flávio, nos meias Bolaños, ex LDU, Madson e no atacante Roni. Os laterais Luizinho, ex Flamengo e Triguinho, em Botafogo, também vestirão a tradicional camisa alvinegra.

São Paulo: O tricolor do Morumbi se reformulou bastante para brilhar no ano. O atual campeão do Brasil, irá contar com Washington, Arouca, Wágner Diniz, Junior César e Renato Silva para continuar vencendo. A principal missão no ano, será a busca do Tetra na Libertadores. Penso que o erro da comissão técnica foi o de colocar isso como obrigação. Quem joga no São Paulo sabe que o clube sempre busca esse título.
Corinthians: Finalmente chegamos ao maior vencedor de campeonatos Paulista. O Timão trouxe o fenômeno para ser fenomenal no ano. Mano Menezes quer a Copa do Brasil e o Brasileirão para que em 2010, possa quem sabe presentear a massa com o inédito título da Libertadores. Mas calma corinthiano, um passo de cada vez. Túlio, Jean, Jorge Henrique, Souza e Sérgio Scudero também chegam para reforçar a equipe.

Bom campeonato a todos e até os próximos capítulos.