quinta-feira, 21 de maio de 2009

A DOIS PASSOS DA AMÉRICA - Por Rodrigo Curty

A Copa do Brasil, o campeonato conhecido como caminho mais curto para a taça Libertadores conheceu os seus quatro semifinalistas. Faltam apenas dois passos, ou duas etapas para conhecermos o primeiro representante brasileiro em 2010. A única certeza, porém, é que o torneio Internacional terá um clube do Paraná, Porto Alegre, Rio de Janeiro ou São Paulo. Em quem você apostaria?

CLASSIFICAÇÃO

O primeiro a garantir uma das vagas às semifinais foi à equipe paranaense do Coritiba. O Coxa Branca eliminou a Ponte Preta, após empate de 2x2 em Campinas, e uma magra vitória de 1x0 no fim da partida no Couto Pereira. Vai precisar de muito mais para conquistar o inédito título para o clube.

Tudo porque o adversário do time comandado por Renê Simões será o fortíssimo Internacional, de Porto Alegre. O Colorado marcou o melhor duelo das quartas-de-final, contra o tricampeão carioca Flamengo. Nas duas partidas houve muito equilíbrio. No Maracanã, mesmo sofrendo pressões, o campeão da Copa Brasil de 1992 segurou o 0x0. Bastava então um resultado positivo no Beira-Rio. O que se viu foi um Flamengo marcador, guerreiro e disposto a calar os mais de 50 mil torcedores gaúchos e um Inter respeitando demais e também tendo as suas chances. Em uma delas, no final do primeiro tempo, após erro infantil de Juan, o questionado lateral esquerdo carioca, Nilmar, o craque que já merece e muito se firmar na seleção brasileira arrancou do meio de campo e rolou com afeto para Taison, sem trocadilho nocautear Bruno, que sofria ali o primeiro gol no torneio.

Na segunda etapa, o jogo ganhou em emoção, o jogo era lá e cá, até entrar o lesionado atacante Émerson, o sheik da Gávea. Precisou de 16’ em campo para ele empatar, quebrar a invencibilidade de Lauro que já durava mais de 600’ sem levar gols e sair contundido. O ‘Gigante’ estava calado, mas um ex - rubro-negro guardava o melhor para o final. Quando tudo parecia que o já Bicampeão Flamengo(90 e 2006) chegaria a sua décima semifinal no torneio, uma falta boba de Ibson na entrada da área, aos 44’ fez a diferença. Muitos esperavam por D’Alessandro, mas foi Andrezinho em uma pintura de cobrança que garantiu a passagem as semifinais da competição. Parabéns ao Internacional pela vaga e ao Flamengo pela luta incansável até o final.

No Maracanã, o Fluminense não conseguiu superar o Corinthians. E olha que nem precisou tanto de Ronaldo, que em sua terceira partida como profissional no maior do Mundo passou mais uma vez em branco, aliás esse é também o número de partidas do ‘Fenômeno’ sem marcar. Ontem não precisou. Em apenas 16’ Chicão, o belo xerife alvinegro que deve em breve jogar no Benfica, de Portugal, e Jorge Henrique, ex Botafogo abriram 2x0. A vantagem que já era boa, ficou ainda maior.
Parreira tentava de tudo, mas o tricolor carioca mostrou sua deficiência em campo. De qualquer forma, o torcedor reconheceu a luta e determinação da equipe na segunda etapa, quando em 23’ conseguiu empatar, dominar e fazer por um instante, com que muitos acreditassem no possível placar de 4x2. Vai ficar para a próxima. Agora o Timão que busca o seu terceiro título no torneio, e a vaga para disputar a sonhada Libertadores da América, no ano de seu centenário, terá outra carioca pela frente. Trata-se do surpreendente Vasco da Gama, que considera o time de Mano Menezes como um dos três melhores do país.

O Cruzmaltino fez a lição de casa na primeira partida contra o Vitória, da Bahia. O resultado de 4x0, em São Januário deu a tranqüilidade que Dorival JR pediu a Deus. No Barradão, o atacante rubro-negro Neto Baiano afirmou que marcaria três gols. Bem, com menos de dois minutos ele fez o primeiro, mas ficou por aí. Pois, logo em seguida, Elton calou o estádio e só um milagre tiraria a vaga para as semifinais. O time baiano precisava de mais cinco gols. Difícil héin? Agora o Vasco quer se igualar a Flamengo e Fluminense, únicos cariocas que conseguiram levantar o caneco nesse torneio, e de quebra, mesmo estando na Série B, mostrar que é forte o bastante para disputar o torneio Sul-Americano no ano que vem. Em 2008, o Corinthians viveu a mesma experiência e ficou com o vice, ao ser derrotado pelo Sport.

Os jogos das semifinais ocorrem nas duas próximas quartas-feiras, e se tivesse que arriscar, apostaria em uma final entre Internacional e Corinthians. Mas, não me surpreenderia se rolar uma surpresa, afinal a Copa do Brasil é boa também nesse quesito.
É aguardar para ver se nesse ano a história se repete.