segunda-feira, 8 de junho de 2009

RODADA DE MANDANTES - Por Rodrigo Curty

A quinta rodada do Campeonato Brasileiro, Série A foi melhor para os mandantes, menos para o Furacão que perdeu seu treinador. Os confrontos quebrados em três datas, devido os jogos da Seleção Brasileira pelas eliminatórias deu o que falar.

Vamos aos destaques da quinta rodada:

O Santos mesmo, após estar por três vezes a frente do marcador contra o Santo André, demonstra ser uma equipe veloz, com bom toque de bola e que pode surpreender cada vez mais. Já o Grêmio mesmo focado na Libertadores fez a lição de casa. Derrotou o Náutico por 3x0 e segue entre os dez mais. O tricolor gaúcho, porém precisa definir de vez o seu esquema tático - 3-5-2 ou 4-4-2

Outra equipe que segue sorrindo a toa é o Corinthians. O timão não precisou mostrar muito futebol para derrotar o Coritiba por 2x0, mas é preciso ter os pés no chão para dar vôos maiores na competição. Em relação ao Coxa, é bom abrir o olho, pois a Copa do Brasil já foi.

Nas partidas de domingo, destaque para a maravilhosa vitória do Sport Recife sobre o Flamengo. A equipe pernambucana perdia por 2x0 e conseguiu a virada de 4x2 com apenas oito minutos. O rubro-negro carioca esteve irreconhecível e por sorte não cai de mais. Fica esperto Mengão.

Outro rubro-negro que se deu mal foi o Atlético PR, em plena Arena da Baixada. O agora lanterna do brasileirão perdeu de 4x0 para o Galo Mineiro, que faz ótima campanha com Celso Roth. Será que o culpado do fracasso nesse início é apenas Geninho que pediu demissão? É aguardar para ver.

O que o torcedor do São Paulo também espera para ver, é se o tricolor terá uma arrancada surpreendete como no ano passado, onde também em cinco rodadas somou apenas seis pontos. Ontem o hexacampeão não saiu do empate sem gols com o modesto Avaí, na Ressacada.

No Rio de Janeiro, Fluminense e Botafogo fizeram um clásscio sem grandes emoções. Melhor para o tricolor carioca que antes do apagar das luzes e com a chuva torrencial venceu por 1x0 com um belo gol de Fred. Respira Parreira e balança Ney Franco.

Já no Serra Dourada, o Goiás voltou a tropeçar. Vencia o Barueri, levou a virada e no fim o empate de 2x2 acabou sendo comemorado. O Esmeraldino fez 11 gols no campeonato e levou 10.

E o Palmeiras? O verdão mesmo jogando mal novamente, contando mais uma vez com a muralha Marcos e debaixo de vaias, teve garra, força de vontade e conseguiu vencer o guerreiro time de Carpegianni por 2x1 de virada aos 46' do segundo tempo. Já eram cinco rodadas sem saber o que era vencer. É bom deixar claro que o Vitória foi prejudicado no final da primeira etapa, quando Marcos defendeu a cabeçada de Roger, após a linha e o gol não foi confirmado pela arbitragem. Essa arbitragem que a cada rodada entristece mais e mais.

Foi assim na partida entre Cruzeiro e Internacional, no Mineirão que terminou em 1x1. O bom, brigador e polêmico Kléber foi expulso junto com o goleiro Lauro, na minha opinião de forma injusta, afinal empurra-empurra na área é coisa do futebol, agora levar chute e pagar o pato junto, só quando o árbitro não tem critério. Mas vamos entender que todos erram, senão a gente enlouquece e se irrita cada vez mais com a arbitragem do futebol brasileiro.

Bem por hoje é só. Agora é concentrar forças na partida entre Brasil e Paraguai, no Arrudão, em Recife e aguardar a rodada do final de semana que promete ser quente. Até mais!!