quinta-feira, 1 de outubro de 2009

TRICOLOR ATREVIDO - Por Rodrigo Curty

A 27ª rodada do Brasileirão, da Série A, foi aberta ontem com uma partida eletrizante. Náutico e São Paulo se enfrentaram no estádio dos Aflitos que estava abarrotado. O Timbu lutava por três pontos para escapar de vez do fantasma do rebaixamento, já o tricolor para se aproximar do líder Palmeiras.

O jogo teve de tudo. Gols perdidos, pênaltis desperdiçados, expulsões e claro infantilidades.

O Náutico foi logo de cara a sua proposta de jogo. Aos quatro minutos, o time pernambucano teve um pênalti infantil de Júnior César em Patrick marcado a favor. Bruno Mineiro, totalmente displicente cobrou mal e Bosco fez a defesa. Daí para frente mais pressão da equipe da casa. Aos 12’ de tanto insistir o mesmo Bruno Mineiro marcou o primeiro da partida. O São Paulo não se achava e para piorar, por reclamação teve Júnior César expulso antes do fim da primeira etapa.

A partir do segundo tempo, um novo jogo. Com um a menos, o tricolor foi para cima e quase abriu o placar com Marlos. Do outro lado, a equipe de Geninho esbarrava na boa atuação de Bosco e na má pontaria dos atacantes.

Como quem não faz leva, aos 14’ Hernanes que contou com um desvio da zaga do Timbu empatou a partida na cobrança de falta.Com partida tensa mais expulsões. Geninho por reclamação, e Richarlyson por falta boba. Sem nenhum atacante já que Borges acabou sendo substituído por Ricardo Gomes que precisava recompor a zaga e colocou o zagueiro Rodrigo. O Náutico se afobava em campo e perdeu Cláudio Luiz expulso para complicar ainda mais a situação.

Foi aí que quando muitos imaginavam que a partida terminaria empatada, veio o gol salvador de Hugo. Um balaço, após receber passe do jovem talento Oscar. Foi o suficiente para a torcida começar a gritar que “o campeão voltou” e botar mais fogo na competição super equilibrada.Depois disso sobrou apenas a expulsão de Michel, do Timbu.
O atrevido tricolor que nunca havia vencido o Náutico, nos Aflitos pelo Brasileirão agora acredita mais do que nunca no tetracampeonato seguido. Será que dá mesmo para sonhar torcedor? Já o torcedor pernambucano deve sofrer até o fim, com os clubes da cidade, afinal Sport e Náutico se bobearem jogarão a Série B em 2010.