terça-feira, 27 de outubro de 2009

VIVA OS PONTOS CORRIDOS - Por Rodrigo Curty

O Campeonato Brasileiro deste ano está demais. Seja na parte de cima como na de baixo da tabela. Independente do nível técnico, a falta de muitos craques, esquemas defensivos, equipes burocráticas, porém eficientes, jogadores experientes fazendo a diferença, uma coisa é certa. O torneio de pontos corridos a cada ano empolga mais.

Para se ter idéia, esse formato está em sua sétima edição, e em nenhuma anterior o equilíbrio foi tão evidente. Na parte de cima, agora que faltam apenas sete rodadas, dificilmente alguém arriscaria o nome de quem será o campeão. Neste formato, o Brasil viu o São Paulo conquistar três títulos, e Cruzeiro, Santos e Corinthians uma vez.

Hoje a liderança ainda é do Palmeiras, isto, aliás, há 16 rodadas, mas agora o Verdão deve tomar cuidado, já que o segundo colocado, o Atlético MG que em algum momento também liderou o Brasileirão segue em desvantagem por apenas um ponto.

Se o problema do líder fosse apenas esse, mas logo atrás do Galo, equipes como São Paulo e Internacional somam 52 pontos e o ascendente Flamengo vem logo a seguir com 51, ou seja, apenas três pontos separam o primeiro do quinto lugar. Não custa reforçar que o Cruzeiro vem pelas beiradas, e com apenas seis pontos do líder sonha em dar uma de São Paulo, será? Relativamente os adversários são mais tranqüilos, porém o Mineirão não pode mais prejudicar a Raposa.

Agora o outro lado da moeda. Na zona de perigo, o desespero é maior para as duas equipes de Pernambuco e as duas do Rio de Janeiro. Se o campeonato terminasse hoje, os quatro estariam na Série B em 2010, mas por sorte, na parte de baixo também há muito equilíbrio. Arrisco dizer que até o Atlético PR com 39 pontos, o risco é iminente. O torcedor do Fluminense, atual lanterna, após as últimas rodadas até acredita que a equipe fique na elite no ano que vem já que são seis pontos que decidem a sua salvação momentânea, isso desde que a parte de cima também não vença.

Outra certeza que tenho é de que teremos muita emoção pela frente e surpresas podem surgir. Não me surpreenderia com um campeão ou salvação inesperada.

Para finalizar um dado curioso. No ano passado o Grêmio, então líder perdeu um título dado como certo, e não para quem estava a cinco pontos, mas para o São Paulo que tirou 11 pontos de vantagem e conquistou o Tri em edições de pontos corridos. É bom você torcedor não bobear e preparar o coração, e se por um acaso, o São Paulo conseguir levantar mais uma vez o caneco que as pessoas fortes do futebol não queiram mudar o que vem dando certo, mesmo eu sendo um apaixonado por torneios mata-mata.