quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

GUERREIROS TRICOLORES - Por Rodrigo Curty

A final de mais uma edição da Copa Sulamericana chegou ao fim.

Novamente a equipe da LDU, do Equador se sobressaiu contra o Fluminense, representante nacional.

O primeiro duelo, em Quito foi determinante. A derrota de 5x1 praticamente consolidou o título equatoriano. Muitos imaginavam ser impossível a equipe carioca, que a cada rodada é colocada a prova reverter o triunfo da LDU. Realmente não foi possível, mas não se pode deixar de ressaltar a garra, coragem, empenho e amor que foi dado pelos “guerreiros tricolores”, na noite da última quarta-feira, assim como o apoio e reconhecimento dado pelos quase 70 mil torcedores do Maracanã.

Na primeira etapa, Diguinho e Fred cumpriram o planejado. Tentar virar com dois gols de vantagem, e olha que poderia ter sido mais se não fosse o goleiro Dominguez. Carlos Amarilla, o árbitro da partida até que esteve bem em determinado momento, expulsou bem De La Cruz, mostrou cartões, mas ao mesmo tempo parou muito a partida e quis aparecer mais que os jogadores.

Na segunda etapa, após ficarem no gramado para não perderem o calor que vinha das arquibancadas, os guerreiros voltaram com a mesma gana e perderam chances atrás de chances, reclamaram um pênalti, entre outras faltas. Mas com o gol do zagueiro Gum, a torcida foi à loucura e pedia “mais um, mais um”. Aí aparece novamente Dominguez e Amarilla. O árbitro marcou uma falta na lateral do campo aos 30’ para desespero de Fred, que com toda sua experiência fez o mais errado, o de bater cabeça com a autoridade máxima. Conclusão, o artilheiro do coração foi expulso e desestruturou a equipe tricolor. O que parecia questão de tempo para chegar ao quarto gol virou desespero, ansiedade e nervosismo.

No fim, a imensa massa reconheceu a luta e teve mais uma vez que se contentar com a volta olímpica da LDU, após pouco mais de um ano ter conquistado no mesmo palco e adversário a Libertadores.

Agora, cabe aos torcedores manterem a fé e corrente para o próximo duelo que será duríssimo contra o Coritiba, que também luta para não cair. A data da batalha: 06/12 às 17h, no estádio Couto Pereira. Um empate basta ao tricolor. Você aposta em alguém?