domingo, 21 de fevereiro de 2010

ROBERT E A EUFORIA ALVIVERDE - Por Rodrigo Curty

A semana não poderia ter terminado melhor para o Palmeiras. Na verdade a situação vinha ruim mesmo antes das demissões de Muricy Ramalho e Toninho Cecílio, entre outros, na última quinta-feira.

O fato é que a partir daí o que se viu foram vários protestos da torcida alviverde que pedia a reintegração do ex treinador e a saída do então contratado Antônio Carlos Zago, que a todo momento foi atacado como sendo racista e no fim teve os aplausos do torcedor. O futebol é realmente fantástico, afinal o céu e o inferno, o amor e o ódio estão sempre lado a lado.

Mas, como diz o ditado "nada como um dia após o outro", fez a diferença numa situação que não poderia ser a melhor, no clássico contra o embalado São Paulo que vinha de três vitórias seguidas.

A partida foi no Palestra Itália, e debaixo de vaias, desconfianças e apreensão, o que se viu foi um Palmeiras aguerrido, e disposto a provar a todos que não só o time é bom, mas que o elenco também é forte. A prova disso foram as boas atuações dos reservas, e muita das vezes, nem relacionados para o banco, Lenny e Marquinhos. Longe de entender que isso seja uma realidade, devo admitir que a qualidade técnica de muitos jogadores palestrinos é melhor do que a de muitos clubes também considerados grandes.

A prova foi contra um time mais equilibrado dentro e fora do campo, com mais opções, a ponto de Ricardo Gomes poder utilizar a cada desafio do tricolor uma equipe e esquema diferente. Porém, após a expulsão do zagueiro Xandão logo no início da segunda etapa, o que se viu foi o tricolor sem uma mudança clara de postura. Melhor para Robert, teoricamente o único centroavante de ofício do verdão que marcou os dois gols do triunfo de 2x0. Vitória essa que não vinha sobre o grande rival, desde a semifinal do Paulistão em 2008, quando a vitória veio também num 2x0.

Para o torcedor do Palmeiras é aproveitar o quanto puder esta euforia que deixa a equipe perto do G4, pois já ficou provado que no esporte Bretão, tudo pode mudar a cada rodada.