sexta-feira, 26 de março de 2010

CLÁSSICOS QUE FAZEM A DIFERENÇA - Por Rodrigo Curty

O final de semana promete ser bastante produtivo no mundo esportivo. Teremos o início das quartas-de-final da Superliga de Volêi Feminino, a F1 com o GP da Austrália, e tantos outros esportes, e claro com o mundo da bola também bem movimentado.

Hoje destaco dois grandes clássicos pelo regional. Um em São Paulo e o outro no Rio de Janeiro.

Na terra da garoa, o Corinthians precisa e muito da vitória contra o São Paulo para recuperar a sua posição no G4 e também a paz que insiste em não fazer parte do grupo. Por mais que muitos neguem o fato, é certo afirmar que o Timão está a beira de perder seu maior aliado, a torcida. Mano Menezes aposta na força do ataque formado pelo trio Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho, ataque este que ainda deve e muito neste ano.

Do lado do tricolor, mesmo longe de apresentar um futebol bonito, agradável, ninguém pode discordar que não é ao menos eficiente e de resultado. Depois do tropeço contra o Bragantino, quando caiu a invencibilidade de cinco partidas, o São Paulo, no classico precisará e muito da vitória para praticamente cravar a sua passagem as semifinais, e assim ter mais tranquilidade na Libertadores. Ricardo Gomes aposta na fora da zaga com o retorno de Alex Silva, no meio com Cleber Santana e no ataque com o contestado Waschington. Fora isso, o são paulino não vê a hora de quebrar o tabu sem vencer o rival. Já são oito jogos, com quatro derrotas e quatro empates. Não poderia ter melhor momento pra isso.

No Rio de Janeiro, o Fluminense quer manter a boa fase, buscar a liderança de seu grupo, e afundar ainda mais o Vasco. Isso sem falar que a derrota nas semifinais da Guanabara está engasgada no torcedor tricolor. Os jogadores negam o favoristismo, também pudera clássico é a melhor hora para se levantar ou manter o bom astral.

Mas, o Vasco está mal das pernas e da cabeça. O time está completamente desmotivado, sem padrão tático e aparentemente rachado. Não vence há quatro rodadas, sendo duas derrotas seguidas. Precisa e muito da vitória para ressurgir das cinzas e não correr o risco de ficar de fora das semifinais da Taça Rio. Se perder, e o América derrotar o Flamengo, a crise estoura de vez em São Januário. Gaucho, técnico interino comandará a equipe, mas já se fala em Tite e Celso Roth como futuros comandantes.
Vamos aguardar!!