segunda-feira, 12 de abril de 2010

O TESTE DA MATURIDADE - Por Rodrigo Curty

E as semifinais do Campeonato Paulista mostrou que as duas melhores equipes devem mesmo fazer a grande final.
No Morumbi, o Santos foi com tudo pra cima do São Paulo, fez 2x0, gols de Júnior César contra e André. Tudo bem que muitos dirão hoje que a expulsão do meia Marlos, que em minha opinião foi justa pela falta, mas não pelo segundo cartão amarelo, uma vez que o primeiro levado foi uma piada. o lado tricolor reclamará também do primeiro gol, o contra do lateral esquerdo, que teve um Robinho em posição irregular, o que poderia ter atrapalhado.
Sinceramente, o tricolor tem que fazer o que fez na segunda etapa, jogar bola, vibrar como não havia feito ainda no ano e parar de chorar. A equipe de Ricardo Gomes mostrou força e determinação para chegar ao que parecia impossível, o empate em 2x2, com gols de Hernanes que jogou muito e de Dagoberto que até sangrou.
Antes do empate porém, o Peixe até poderia ter feito mais, só que a pontaria ficou a desejar. Não me surpreenderia hoje se o São Paulo tivesse virado a partida, até certo ponto seria justo, como foi justa a vitória santista por 3x2 aos 43', de um jeito já comum para os são-paulinos, o da bola parada e com falha de Rogério Ceni. Com isso no final da partida melhor para o zagueiro Durval, que marcou pela primeira vez no torneio.
Agora é esperar pra ver se o São Paulo que terá a semana toda pela frente consegue se aprimorar tecnicamente e retome a motivação para derrotar o Santos, na Vila Belmiro, por dois gols de vantagem, e de quebra triunfe pela primeira vez, em clássicos no ano ou se a meninada mostre que realmente está madura pra celebrar no final.
Na outra semifinal, o Santo André levou um susto, mas conseguiu a virada pra cima do Grêmio Prudente por 2x1. Agora dificilmente o Ramalhão levará dois gols de vantagem em casa, mas o futebol não é uma ciência exata, por isso é bom respeitar.