segunda-feira, 19 de abril de 2010

SEPARE OS HOMENS DOS MENINOS - Por Rodrigo Curty

O que falar do time do Santos? Sinceramente, nada além de que hoje a equipe possui o melhor futebol no Brasil. Elenco é uma coisa, futebol é outra, que fique claro. O Peixe empolga a cada rodada, seja pelo Paulista ou pela Copa do Brasil.
Mas, o grande mérito deste time que também não era o considerado favorito no começo do ano é o trabalho realizado pelo técnico Dorival JR.
O treinador consegue, não é de hoje fazer um time jogar bem e ser destaque. Foi assim no São Caetano e mais recentemente no Vasco, onde foi campeão da Série B, de 2009, por exemplo.
Mas, nesta semifinal a meninada da Vila deu uma aula no São Paulo, um time acostumado a títulos, a decisões, mas que tem no comando um técnico de carácter, porém sem ousadia quando precisa.
O tricolor precisava de dois gols de vantagem, algo impossível se considerarmos que o Santos marcou em todas as 26 partidas que fez no ano. e os números são avassaladores. Foram 91 gols marcados até agora, e que não devem parar. Como não deve parar o futebol apresentado por Neymar, André, Ganso, Marquinhos, Arouca e Cia. Não cito Robinho ainda, pois aos poucos ele volta a encantar, mas que tem no Santos um maior ajudante para se levantar do que o contrário.
Ontem faltou coragem a Ricardo Gomes. Mais uma vez, ele pecou na escalação e mexeu errado, isso sem dizer que não soube levantar o moral do grupo. É mais fácil nesrtas horas reclamar da arbitragem do que do péssimo futebol burocrático apresentado na Vila Belmiro. 3x0, com direito a um gol irregular, mas calma, por que irregular? Alex Silva empurrou Neymar que sem culpa foi de ombro na bola. Mas, o erro foi o árbitro não ter expulsado o zagueiro e ter marcado a penalidade. Penalidade que foi marcada e que ressultou no segundo gol do menino de ouro, ao meu ver de forma errada.
Está chato ver futebol onde tudo é penâlti e os que realmente são passam desapercebidos.
Enfim, o terceiro gol de Paulo Henrique Ganso, que deve ser o nome surpresa na convocação de Dunga selou a classificação santista à final. Mas é bom respeitar, pois do outro lado está o Santo André que em outros tempos calou um gigante quando ninguém imaginava.
Vamos aguardar e ver se os meninos se transformaram em homens ou se a maturidade falha na hora "H". E se isto ocorrer que o país não pune o elenco que enche os nossos olhos.