segunda-feira, 12 de abril de 2010

SONHO DO TETRA VIVO - Por Rodrigo Curty

No Campeonato Carioca, as duas semifinais foram de arrepiar. No sábado, o Botafogo começou na frente do Fluminense que viu seu atacante Fred perder um penâlti que não existiu, e depois se redimir marcando os dois gols da virada. Mas logo em seguida veio o vira-vira. O Glorioso contou mais uma vez com seu talismã Caio para chegar as finais e com um gol irregular, uma vez que Herrera, impedido, atrapalhou a visão do goleiro Rafael. independente disso, a equipe de Joel se mostrou mais pronta pra decidir o título.
Já no clássico entre Flamengo e Vasco o que se viu foram as lambanças da arbitragem na vitória rubro-negra por 2x1. No início o gol de Élton foi anulado, também pudera, se ele não empurrou Juan, eu não sei mais o que é empurrar. Depois veio o gol de Vagner Love, e uma ducha de água fria nos cruzmaltinos, que não se abalaram e chegaram ao empate com o zagueiro Thiago Martinelli. À partir daí muito equilíbrio, os times errando passes e um Vasco com mais posse de bola.
Na segunda etapa, veio o lance que originaria a vitória rubro-negra. Léo Moura dispara pela ponta e é empurrado pelo lateral Márcio Careca. Pode até ter sido um empurrão que não levaria o lateral ao chão, mas que houve não dá pra discordar. daí, mais uma vez, Vagner Love anotou.
Hoje o que o vascaíno tem razão de reclamar é o fato do árbitro João Batista de Arruda não ter marcado um penâlti de Willians, após infantilmente ter colocado o braço na bola. Era final da partida e deve ter pesado, o fato dele ter expulsado Juan de forma rídicula minutos antes.
vamos torcer para que a arbitragem não estrague a final do campeonato que pode ter o Botafogo campeão direto, já que venceu a Taça Guanabara ou um Flamengo mais vivo do que nunca em busca de seu inédito tetra campeonato regional.