sexta-feira, 20 de agosto de 2010

ESTRELAS QUE BRILHAM - Por Rodrigo Curty

Hoje o assunto é a Copa Sul-Americana. A primeira fase chegou ao seu final e equipes como Santos e Grêmio ficaram pelo caminho, e outras como Avaí e Goiás seguem adiante. Já Atlético MG e Palmeiras com todo respeito a Grêmio Prudente e Vitória representam o Brasil com mais peso.
Ontem no Pacaembú a festa foi toda verde. O time comandado por Luis Felipe Scolari tinha uma difícil, porém não impossivel missão de derrotar a equipe baiana, por pelo menos dois gols de vantagem, para decidir o futuro nas penalidades. A torcida alviverde mais parecia argentina, pois não se calou em nenhum momento, o que ajudou e muito o réves por 3x0. Torcida que cantou e vibrou por duas vezes com os gols de Tadeu, que substituiu Kléber, e de Marcos Assunção, que de falta decretou a classificação as oitavas-de-final.
O jogo marcou a partida de número 500 do goleiro e ídolo palestrino Marcos. Ele, talvez mais do que ninguém queria esta classificação e merecia pelos serviços prestados. E o destino quis que a marca histórica fosse contra a mesma equipe, que em 2003 goleou por 7x2 o Palmeiras, na Copa do Brasil, em pleno Parque Antárctica, em péssima exibição do arqueiro.
Mas ontem, como é mais de costume, a estrela de São Marcos brilhou como brilhou também a do treinador que finalmente para o palestrino chegou a segunda vitória seguida. É aguardar para ver se com o retorno do Gladiador e a reestréia de Valdivia este time dará mais alegria ao seu torcedor fanático e carente de título expressivo.
Até a próxima!!