quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A CASA FAZ A DIFERENÇA - Por Rodrigo Curty

A 26ª rodada do Brasileirão não apresentou muitas surpresas. Os times que jogaram em casa, em tese fizeram a lição de casa. Eu disse em tese. E olha que já está provado que em pontos corridos, vence aquele que se sobressai em casa e "rouba" pontos fora dela. Vamos aos jogos.
Na 3ªfeira, o Goiás cedeu o empate ao Flamengo no final, mas o Vasco venceu e bem o Santos por 3x1. Ontem, a história caseira se repetiu em sua maioria.
Vamos citar alguns destaque da rodada. Primeiro para a goleada de 4x2, do desesperado Grêmio Prudente contra o Guarani que começa a perder força. Alguém realmente ousa apostar quem serão os rebaixados antes do final do campeonato?
E os representantes da Libertadores de 2011? Ontem o até então medíocre, covarde e sem elenco Palmeiras venceu a terceira seguida. Desta vez por 2x0 contra o belo time do Internacional. Os gols, bem nenhuma novidade quando se trata de faltas. Os dois foram de Marcos Assunção com colaboração do goleiro Renan.
E o Atlético PR. Olho no Furacão que de um em um a zero sobe na tabela. Ontem o triunfo foi sobre o Vitória. Carpeggiani faz um excelente trabalho. Quem não faz um bom trabalho é o Ceará que mais uma vez vacilou em casa, desta vez o empate sem gols foi contra o irreconhecível Atlético MG.
E por falar em Atlético, o de Goiânia bem que tentou segurar a Raposa, mas não deu. 3x0 fora a bela exibição do goleiro Fábio que coloca o Cruzeiro novamente na briga pela taça. Elias já faz muita falta ao rubro-negro de Renê Simões.
No Olímpico, o Grêmio mais uma vez parecia que perderia pontos. Mas depois de abrir 2x0 com propriedade, levar gol de Rogério Ceni, de penâlti e ceder o empate no início da etapa final, teve a colaboração do árbitro. Bem, na verdade o ditado não diz que na dúvida marque o penâlti? Pois é, Cleber Santana foi infeliz, deixou a bola bater em sua mão e viu Jonas, artilheiro do certame fuzilar RC. Este, aliás, falhou feio no quarto e último gol gremista. 4x2 que balança o Morumbi e reascende o tricolor gaúcho.
Nas últimas partidas, as que definiriam a liderança não faltou emoção. O Fluminense lutou, sofreu, quase perdeu, mas tinha um Conca, que mesmo apagado, apareceu no apagar das luzes para marcar o gol da vitória de 1x0 sobre o Avaí. Liderança garantida, graças ao rival Botafogo.
O Glorioso levou um gol no início contra o Corinthians, diga-se de passagem golaço de Bruno César. Mas o papai Joel deu tranquilidade e colocou o time carioca no jogo. O Fogão com Loco Abreu empatou e quase virou. Salve Júlio César, goleiro corinthiano e Jefferson, arqueiro botafoguense. Os dois viraram muralhas quando exigidos. No fim, quem lamenta mais é o torcedor carioca que viu o bandeira anular gol legítimo de Herrera e seus atacantes sendo fominha na hora errada, né Caio? É bom o Timão não vacilar em casa, pois vitória fora não se consegue todo dia.
Um abraço e até a próxima!!