quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

ALEGRIA ARGENTINA - Por Rodrigo Curty

E o sonho acabou para a equipe brasileira do Goiás. O Esmeraldino não soube controlar seus nervos e foi derrotado pelo Independiente, da Argentina, na final da Copa Sul-Americana.
Na primeira partida, o time brasileiro perdeu muitas chances, mas mesmo assim abriu uma vantagem considerável de 2x0. O problema é que o gol fora de casa nesta competição é eliminado, ou seja, vale o saldo de gols.
Desta forma, o fanático torcedor argentino do time local, lotou as dependências do Estádio Libertadores da América, em Avellaneda. A tradicional equipe que possui sete títulos de Libertadores da América e dois mundiais pode finalmente gritar é campeão, após 15 anos.
Antes da partida, o Goiás viveu momentos de tensão. O ônibus brasileiro foi atingido por pedras, os jogadores foram hostilizados, e tudo isso ajudou na derrota. Era nítido o nervosismo na primeira etapa. Os argentinos precisaram de apenas 34' para macar seus três gols. Velazquez, que por sinal deveria ter sido expulso abriu o marcador, Rafael Moura empatou em seguida, e Parra marcou duas vezes para decretar a vitória por 3x1.
Com o placar construído no Serra Dourada, o Goiás forçou a prorrogação, e assim como na segunda etapa massacrou o time argentino, porém não teve calma para marcar. Desta forma, a decisão foi para a marca da cal, e daí valeu a frieza dos hermanos que venceram por 5x3, uma vez que Felipe desperdiçou sua cobrança.
Quem agradece o vice é o Grêmio. O tricolor gaúcho carimbou vaga para Libertadores de 2011, e fará a repescagem para cair na chave de grupos contra o Liverpool(URU). Outro que agradece é o Flamengo, que com campanha pífia, conseguiu a vaga na Copa Sul-Americana no ano que vem.
Força Goiás para voltar a Elite em 2012 e se reestruturar, e parabéns ao Independiente que volta a ser forte na Argentina.