sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

DESCANSO DA BOLA - Por Rodrigo Curty

E o ano esportivo de 2010 está praticamente em seu final. No futebol, a bola parou de rolar pelos gramados no último final de semana. Mas, como você avalia as competições e as equipes nesta temporada?

A minha avaliação em relação aos clubes dos pólos SP/RJ/MG/POA/PR é de que o Santos foi indiscutível o melhor do primeiro semestre. O futebol moleque, sem medo e envolvente conquistou o país.

Jogares como Ganso, Neymar, André e Wesley, entre outros, encantaram o torcedor até de outras equipes. O time dirigido pelo competente Dorival JR, que depois da briga com Neymar, se transferiu e salvou o Atlético MG do rebaixamento no Brasileirão, ajudou o time da Vila Belmiro a levantar o troféu do Paulistão e da Copa do Brasil.

Em relação aos outros grandes paulistas só restou à decepção. O São Paulo não conquistou nada no ano. É bem verdade que chegou até as semifinais da Libertadores da América, torneio este, aliás, que deixará de fazer parte em 2011, após sete anos. O Palmeiras investiu forte em Kleber e Valdivia, mas nem com Felipão conseguiu alegrar o seu torcedor. O mais longe que chegou foi às semifinais da Copa Sul-Americana. Já o Corinthians que montou um considerável esquadrão para ganhar tudo no ano de seu Centenário não levou absolutamente nada. Eliminado nas oitavas de final da Taça Libertadores contra o Flamengo, fora dos quatro melhores no Paulista, restou o consolo de disputar a repescagem para entrar na Copa Libertadores em 2011.

Já no Rio de Janeiro, Vasco e Flamengo foram mal no ano. O rubro-negro perdeu o tetracampeonato no estadual, caiu nas quartas de final da Copa Libertadores e lutou para não cair no Brasileirão. O Cruzmaltino não chegou mais uma vez na final do estadual, fez uma campanha ruim na Copa do Brasil e um modesto Brasileiro. Em compensação, o Botafogo levantou a taça carioca depois de três anos de espera, não chegou nem nas oitavas da Copa do Brasil, mas no final quase chegou a Libertadores. A cidade maravilhosa foi salva pelo Fluminense. Depois de cais nas quartas da Copa do Brasil, o tricolor carioca conquistou o Brasileirão, após 26 anos de espera.

Na região Sul, destaco o belo time do Internacional que venceu propriedade a Libertadores da América, e em breve pode conquistar o Bi-Mundial de clubes. O Grêmio, por sua vez, levou o estadual, chegou as semifinais da Copa do Brasil e fez um 2º turno do Brasileirão irretocável. Por isso mereceu a vaga na repescagem para a Libertadores do ano que vem. No Paraná, o Atlético PR foi além de suas expectativas e o Coritiba volta com dignidade a Série A.

Por fim, em Minas Gerais, o Atlético MG foi novamente uma decepção em 2010. venceu o estadual, mas foi mal na Copa do Brasil e no Brasileirão lutou por várias rodadas contra o descenso. Já o Cruzeiro teve altas e baixas. Foi mal na Libertadores, e por pouco não levanta o Brasileirão.

Não poderia terminar sem falar da Copa do Mundo. O Brasil foi pífio, mas o Mundo finalmente comemorou o título mundial da Espanha.

O desejo é que em 2011, o futebol tenha menos erros e polêmicas, e claro, seja comemorado sem violência.