sexta-feira, 15 de abril de 2011

TRADIÇÃO HONRADA - Por Rodrigo Curty

E o dia 14 de abril de 2011 não será lembrado pelo torcedor do Santos como um dia ruim. No dia em que comemorou 99 anos de vida, o tradicional time brasileiro honrou a camisa. A história repleta de glórias como dois títulos na Copa Libertadores, nos Mundiais e no Campeonato Brasileiro segue vivo nesta temporada.

O Peixe sabe que nesta temporada o seu torcedor só pensa na competição Internacional para alcançar o Tri. Desta forma a vitória de 2x1 sobre o Cerro Porteño manteve viva a esperança de sucesso e novos ares no torneio. Com o triunfo, o time dirigido por Muricy Ramalho chegou aos mesmos oito pontos dos paraguaios, porém joga as suas últimas fichas contra o fraco time do Deportivo Táchira-VEN , no Pacaembú, enquanto o Cerro terá o líder Colo-Colo, no Chile.

Caso passe, o fantasma da eliminação de 84 será definitivamente esquecido. Naquele ano, o Santos saiu precocemente na primeira fase, após perder cinco partidas em seis jogos. Ontem, o destaque foi a união da equipe, que mesmo desfalcada de seus principais jogadores - Elano, Neymar e Zé Eduardo não sentiu a pressão. Ganso jogou tranquilo, deu chapéu e ajudou e muito na evolução da equipe. A defesa vacilou apenas nos minutos finais, e o meio com o retorno de Arouca ganhou em qualidade.

Parabéns ao Santos que honrou a camisa alvinegra, e a partir de agora coloca ainda mais os pés no chão contra as críticas, boatos e provocações de algumas equipes que insistem em conturbar o seu ambiente.

Até a próxima!