segunda-feira, 16 de maio de 2011

LIÇÕES PARA O FUTURO - Por Rodrigo Curty

E finalmente para muitos os regionais chegaram ao seu final. Muitas comemorações, tristezas, pichações, dúvidas e enganações. Agora cabem as equipes virarem a chave e prestarem atenção em pequenos detalhes para ter um Brasileirão sem surpresas desagradáveis no final.

Mas não se pode ficar em cima do muro para avaliar os considerados favoritos no nacional. Começo pela região Sudeste. Em Minas, o Atlético MG deixou claro que é preciso se reforçar para não lutar por mais um descenso. O Cruzeiro mostrou maturidade e desejo de vôos maiores. O time é bom, mas a anisedade e o emocional são pontos a serem trabalhados. Já o América MG promete se manter na elite. O time foi bem no mineiro, mas perdeu força na hora"H".

No Rio de Janeiro, a badalada dupla FlaxFlu requer cuidados. O primeiro foi campeão direto, mas a eliminação precoce contra o Ceará na Copa do Brasil deixa uma dúvida de que o time pode estar sem comando. O tricolor, por sua vez precisa parar de se achar "um time de guerreiros" e se modernizar. Em relação ao Botafogo, a certeza é que Caio Jr terá muito trabalho, às vezes é melhor ter um time onde ninguém se espera nada do ques er cobrado. O mesmo serve para o Vasco, semifinalista da Copa do Brasil. O foco é se garantir logo na Libertadores de 2011 para jogar sem muita cobrança o brasileirão.

Em São Paulo os quatro grandes vivem situações opostas. O Palmeiras está carente de títulos. O time é limitado, questionado e aparentemente desunido, e mesmo assim a diretoria mostra nitidamente que as prioridades são outras, como a Arena, por exemplo. O São Paulo precisa se reinventar. O time não muda de cara e as desculpas são sempre as mesmas. Está na hora de um comando forte e sem intervenções políticas, caso contrário será mais um ano sem título. O mesmo serve para o rival Corinthians. O trauma do Centenário mais uma vez dá as caras. A derrota para o Santos na final mostrou de vez a deficiência da equipe, por isso, muita coisa deve mudar nos próximos dias. O certo é que Tite fica. Já o Santos, após a conquista justa do bicampeonato pensa agora no Tri da Libertadores. Pés no chão Peixe. O time é bom, mas bastará uma derrota para os problemas virem à tona.

Na região Sul, o detaque é o Coritiba. Semifinalista da Copa do Brasil, caberá o Coxa provar que merece sim ser rotulado como uma das melhores equipes do país. Será? Muita calma nesta hora. O rival Atlético PR é fraco, mas tem em seu estádio um grande trunfo. Pouco pra quem sonha com algo maior, mas se manter na Elite é importante. Em Porto Alegre, tanto Grêmio, quanto Internacional devem incomodar. a dupla sonha em colocar o nome de POA novamente no cenário nacional. Por fim, a dupla catarinense Avaí e Figueirense devem arrancar pontos importantes, mas sofrerão para se manter.

Nas regiões Nordeste e Centro-Oeste, destaque para o retorno do Bahia que se roforça para não voltar logo à segundona. O Ceará é fraco e envelhecido, mas pode incomodar em seus domínios. O Atlético GO é sério candidato ao descenso, mas desta forma espera surpreender os favoritos.

Faça a sua aposta e viva o futebol brasileiro.