quinta-feira, 5 de maio de 2011

NOITE PARA SER ESQUECIDA - Por Rodrigo Curty

E ontem a rodada da Libertadores da América foi histórica e trágica para os representantes brasileiros. O então favorito Cruzeiro, o "imortal" Grêmio, o atual campeão Internacional e o acostumado a milagres Fluminense caíram nas oitavas de final. Talvez, a eliminação tenha explicação. Excesso de confiança ou simplesmente imaturidade nos momentos cruciais. A noite de 04/05/2011 para estes torcedores é para ser esquecida. Vamos aos detalhes.

O primeiro a cair foi o Internacional. Após início animador, o Colorado passou por maus bocados e aguentou em quanto pode. Mas no futebol, principalmente neste torneio que é sem dúvida diferenciado, qualquer vacilo pode custar caro, e foi o que ocorreu. Foi começar a segunda etapa para o time brasileiro inexplicavelmente levar dois gols em menos de cinco minutos. O primeiro em apenas 11". O sonho do Gre-Nal fora de um regional ficará para a próxima.

Já o melhor time da primeira fase, o Cruzeiro era favorito contra o Once Caldas-Col - Não apenas pelo elenco, mas principalmente pela vantagem conquistada na primeira partida, quando venceu por 2x1. Mas o excesso de confiança, nervosismo que ocasionou na expulsão do meia Roger antes dos 30' de jogo, e um futebol que foi esquecido na concentração, determinaram na justa eliminação, após derrota por 2x0. A pressão agora é pelo título brasileiro.

O tricolor gaúcho foi até o Chile encarar o Universid Católica. Bastante desfalcado(sem sete titulares) e com a necessidade de reverter a vantagem chilena construída no Olímpico quando triunfaram por 2x1, o sonho do Tri na competição foi por água abaixo. Derrota de 1x0 para o bom time formado por talentos argentinos, que também possuem qualidade defensiva.

Por fim, o Fluminense nitidamente jogou com o regulamento na mão contra o Libertad-PAR. Se no Rio de Janeiro, a vitória por 3x1 trouxe a certeza de dias melhores, o futebol covarde apresentado ontem foi digno de que algo realmente anda mal nas Laranjeiras. A derrota por 3x0 mostra que o efeito Emerson"Sheik" fez sim diferença no grupo, que jurava que os problemas comentados só iriam fortalecer a equipe. É bom o time entrar nos eixos, caso contrário o Brasileiro mais uma vez, o Brasileirão será de fortes emoções ao torcedor tricolor.

A última vez que o Brasil chegou às quartas da Taça Libertadores representado por apenas uma equipe foi há 17 anos: Na ocasião, o São Paulo chegou até a final, mas foi derrotado nos pênaltis pelo Velez Sarsfield. Agora é torcer pelo Santos, o único representante brasileiro vivo no torneio. Até a próxima!!