quinta-feira, 19 de maio de 2011

RODADA BOA PRA PEIXE, COXA E LEÃO - Por Rodrigo Curty

E a rodada para os times brasileiros nesta quarta-feira foi fechada com empate. Melhor para o Santos que avançou as semifinais da Libertadores da América. Já para Vasco e Ceará, mandantes na primeira partida das semifinais da Copa do Brasil, agora é tentar a sorte fora de seus domínios.

No torneio continental, o Santos precisava apenas de um simples empate para manter vivo o sonho do terceiro título da Libertadores. E foi o que aconteceu. Melhor no início da partida, o bicampeão paulista abriu o placar, após erro defensivo do Once Caldas. A bola rebatida sobrou nos pés de Neymar, que técnico e frio, acertou um belo chute no ângulo de Martínez. O time da Vila dominava a partida, mas o camisa onze voltaria a ser protagonista. Após falta boba em Rentería, o time colombiano chegou ao empate aos 29' com ele mesmo, Rentería. A partir daí o time visitante gostou da partida, mas os comandados de Muricy Ramalho supotaram e no fim, novamente com Neymar poderia chegar a vitória. O craque santista perdeu o pênalti, mas saiu ovacionado. Agora é aguardar contra quem será o próximo show. Cerro Porteño-Par ou Jaguares-Mex.

Já na Copa do Brasil, o Vasco pressionou, cansou de perder gols e não saiu de um empate por 1x1 contra o Avaí. O jogo foi até certo ponto equilibrado, mas o Leão não se intimidou com o caldeirão cruzmaltino, e abriu o placar com o bom lateral Julinho. E olha que isso foi aos 35', da etapa final. O vascaíno não se intimidou e começou a cantar o tradicional "o Vasco é o time da virada, o Vasco é o time do amor". A energia deu certo. Aos 47', o juiz Wilson Luis Seneme marcou penalidade máxima em cima de Élton. Diego Souza foi pra marca do cal e deu novamente esperança para o time carioca na partida de volta, semana que vem, desta vez no caldeirão da Ressacada. Gol fora de casa é crucial na Copa do Brasil, mas tradição também pesa. É aguardar pra ver.

Outra decisão que terminou empatada foi entre Ceará e Coritiba. A carroça sem freio não assustou como esperava o torcedor. O Coxa teve as melhores chances e parou nas belas defesas de Fernando Henrique. O Vozão costuma aprontar fora, mas sinceramente, eu não acredito que o Coxa perca a vaga na final dentro do Couto Pereira, mas o futebol é bonito por estas surpresas.

Até a próxima!