quinta-feira, 2 de junho de 2011

BAILE DO ADEUS - por Rodrigo Curty

E o Santos, após oito anos, se garantiu em mais uma decisão da Libertadores da América. O jogo foi sensacional e não deve ser esquecido tão cedo, principalmente pelos torcedores do Cerro Porteño, que bailaram a dança do adeus, e valorizaram demais o triunfo santista.

A vitória de 1x0, em São Paulo fez toda a diferença. A vantagem mínima ficou ainda maior logo aos 2'. E quem diria, sem marcar há 14 jogos, Zé Eduardo desencantou, e calou os 25 mil torcedores azulgrana presentes no estádio General PabloRojas. O estádio é considerado uma panela de pressão, e a mesma era imposta pelo Cerro que lutou até o fim. Mas como a sorte acompanha os craques, Neymar, após chutão de Edu Dracena da zaga santista, dividiu com o zagueiro Pedro Benítez, que tocou de cabeça para o goleiro Barreto, que engoliu um dos maiores frangos da história. Era só encaixar a bola, mas o arqueiro deu um soco e mandou a majestosa pro fundo das próprias redes. 2x0 e tendência de mais tranquilidade. engano, os paraguaios foram pra cima, afinal perdido por um é perdido por mil, e a necessidade de marcar quatro gols pra chegar a inédita final era válido. O gol veio com falha santista e só não foi pior porque antes do terceiro gol brasileiro, rafael operou um milagre. Futebol é competência e isso os "meninos da Vila" têm de sobra. Neymar aos 45' levou o time com mais folga ao vestiário.

A segunda etapa foi eletrizante. Muita pressão dos paraguaios, defesas fantásticas de Rafael e empate em 3x3. Fora isso, Muricy Ramalho foi atingido na testa por uma pedra. Coisas de Libertadores e fato comum no Paraguai. Faltavam dois gols ao time da casa, mas foi Neymar que quase marcou em cobrança de falta. A bola caprichosamente foi na trave. Depois foram mais dois momentos de perigo ao Cerro, com direito a bola no travessão, Edu Dracena expulso e o apito final. Parabéns ao time brasileiro que espera bailar de alegria no dia 22/06. Agora é aguardar o adversário que sai hoje no duelo entre os argentinos do Velez Sarsfield e os uruguaios do Peñarol, que venceram a primeira por 1x0.

Em tempo, o Vasco venceu o Coritiba na primeira partida da decisão da Copa do Brasil. 1x0 que deve ser bastante comemorado, uma vez que o cruzmaltino atua melhor fora de casa. É aguardar pra ver se o baile na semana que vem será mais uma vez alvinegro ou verde e branco.

Até a próxima!