terça-feira, 21 de junho de 2011

O PREÇO DA CONQUISTA - Por Rodrigo Curty

E amanhã a bola rola para a final da Copa Libertadores da América. Em busca do Tricampeonato, o Santos corre o risco de sofrer desmanche para o restante da temporada.

É bem verdade que os comandados de Muricy Ramalho devem apenas se preocupar com o presente. A partida contra o Peñarol será importante para algumas confirmações. Entre elas, a de que o competente treinador pode sim ser campeão da América e que Neymar realmente amadureceu. Isso sem falar de Paulo Henrique Ganso, que mal ou não assessorado faz questão de estar em campo e ajudar o Peixe a levantar a taça. E o goleiro Rafael, juntamente com a dupla formada por Durval e Edu Dracena, criticada no início do ano? E os volantes Danilo, Adriano e Arouca que se destacaram e muito na competição?

Independente do que venha a ocorrer amanha no Pacaembu, uma vez que o time uruguaio já surpreendeu o Internacional, em pleno Beira-Rio e soube jogar pelo resultado contra o Veléz, eu acredito em mudanças no plantel santista. Isso é óbvio. É o preço de ser campeão e ter grandes talentos mundiais.

Existem boatos, por exemplo da saída antes do final do ano de Neymar para Barcelona ou Real Madrid. Os jornais espanhois dão como certa a transação que envolveria Kaká e um abatimento nos € 45 milhões pedidos pelo Peixe. O Milan, por sua vez, fala da troca de Robinho por Ganso. E segue a novela. Capítulo final mesmo é o da saída de Zé Love. O atacante vai jogar no Genoa, e para muitos não deve deixar saudade. Será? E se fizer o gol do título?

Vamos aguardar como reage o Santos com ou sem o título. Se estiver focado provavelmente lute também pelo título nacional. Isso com ou sem suas estrelas.

Até a próxima!