segunda-feira, 17 de outubro de 2011

UM INTRUSO NA FESTA CARIOCA - Por Rodrigo Curty

E a 30ª rodada do Campeonato Brasileiro terminou com algumas novidades, menos em relação ao líder, pois este continua sendo o Corinthians com 54 pontos. Logo atrás vem os cariocas. Vasco, também com 54, Botafogo com 52, mas com um jogo a menos, Flamengo e Fluminense, fecham os cinco primeiros colocados. Restando oito jogos é difícil arriscar se a festa em dezembro será carioca ou de um intruso paulista. Vamos aos destaques.


Longe de ter uma grande atuação, muito pelo contrário, porém focado e valente pra se manter na primeira colocação, o Timão contou com o que todo time também deve ter para ser campeão. Falo do fator sorte. Muitas das vezes, ela vem acompanhada da competência. Ontem não foi diferente. A vitória por 1x0 sobre o Cruzeiro deve mesmo ser comemorada, mas com certa moderação, uma vez que nas próximas e última oito rodadas, qualquer tropeço pode custar a competição.


Mas por falar em competência, este é um fator que passa longe das outras equipes paulistas. O Palmeiras, por exemplo. O Verdão não sabe o que é vencer há cinco rodadas, e mostra problemas em todos os setores. Seja no comando técnico, seja na diretoria ou na vida alheia. Quando que os comandantes vão entender que o clube é maior que todos eles? Mudanças à vista.


Já o outro rival corinthiano, São Paulo não vence há seis jogos, e após a derrota por 3x0 para o Atlético GO, perdeu o comando de Adilson Batista. O treinador que já assumiu o clube qustionado tem sua parcela de culpa, mas o time não rende dentro de campo. Será que com o sempre"tapa buraco"Milton Cruz, a história será outra? E nomes para assumir? Dunga e Felipão são comentados. O mesmo se fala de Paulo Autuori, mas o sonho tricolor é trazer de volta Muricy Ramalho. Difícil, se analisarmos a diretoria que insiste em seguir cometendo erros.


E por falar em Muricy, o Santos perdeu mais uma. O time segue com os desfalques e sem empolgar. A proximidade da final do mundial de clubes já preocupa os torcedores. Mais calma, apesar do pequeno risco de lutar contra o rebaixamento, o experiente treinador vai saber resolver a suposta crise interna.


A crise ronda Minas Gerais. Assim como o Cruzeiro, o Atlético MG perdeu para o Vasco e o América para o Figueirense. Apesar disso, eu aposto que pelo menos um se salva do descenso. Cravo a queda de América, Avaí e Ceará. A última ficaria para um dos grandes de Minas e o Atlético PR. E por falar no futebol do sul. Grêmio e Internacional, assim como o Coritiba podem aprontar ainda mais. No Nordeste, o Bahia deve se salvar também. Vamos aguardar os próximos capítulos deste empolgante Nacional.


Até a próxima!