quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

A POSSÍVEL QUEDA DO CHEFÃO - Por Rodrigo Curty

E hoje se dará mais um capítulo da novela Ricardo Teixeira. Será que o chefão dará adeus a presidência da CBF ou continuará forte e apoiado pela maioria das federações?

A CBF agendou para às 14h, no Rio de Janeiro, a assembleia extraordinária que reunirá os 27 presidentes das federações estaduais. O que se sabe é que não é de hoje, é a forte pressão que Ricardo Teixeira sofre para deixar o comando. O maior motivo é a série de denúncias de corrupção.

A corrupção é um dos principais motivos pra não acreditar que o chefão caia hoje. A maioria dos representantes enfrenta ou já passou por denúncias de corrupção e desvios administrativos.

De qualquer forma se o bem vencer o mal, o que pode demorar mais sempre acontece, não me surpreenderei se Teixeira continuar por trás de todas as ações que envolvem o futebol brasileiro. Isso sem falar que nomes como o de Fernando Sarney, vice da Confederação Brasileira, é o primeiro na lista de sucessão. Já pensou nisso? O que está ruim pode ficar ainda pior. Mas se não for o filho de Sarney, o nome forte que surge é o de José Maria Marin, que deve abrir mão do cargo já que pretende assumir um posto no COL (Comitê Organizador Local da Copa-14).

Na assembleia, de acordo com a CBF, a pauta será apenas para discutir e deliberar sobre reforma parcial do Estatuto” da entidade. Vale lembrar que para uma mudança em qualquer estância será necessário dois terços dos votos dos presentes.

Seja lá quem vier assumir, é certo afirmar que as lambanças deverão continuar. Uma pena para um futebol que há muito tempo não encanta o Mundo.

Até a próxima!