segunda-feira, 14 de maio de 2012

CAMPEÕES DO BRASIL - Por Rodrigo Curty

E finalmente pra muitos torcedores acabaram os regionais 2012. Alegria de muitos, tristeza de outros, faço um balanço das finais dos principais campeonatos.

No considerado mais lucrativo, o Paulista teve mais uma vez a supremacia do Santos. O tricampeonato foi mais do que merecido. Neymar e cia jogam o fino da bola. Erram como todos, mas se consagram pela técnica e individualismo de um dos melhores jogadores do mundo. Desde o Santos de Pélé, o estado não tinha um tricampeão. O título veio o placar de 4x2, com dois gols do camisa 11 que terminou na artilharia com 20 gols. Olho neles na reta final da Libertadores e no Brasileirão.

O mesmo serve para o Fluminense. O tricolor carioca derrotou mais uma vez o Botafogo. 1x0, gol de Rafael Moura. O time das Laranjeiras chegou ao 31º título regional e tem elenco pra ir ainda mais longe na temporada. Vamos aguardar e ficar de olho.

Em Minas Gerais, o Atlético MG foi campeão invicto. Isso não ocorria no estado desde 1976. Quem diria que o criticado Cuca seria ovacionado. A vitória por 3x0 sobre o América MG foi justa, mas não pode empolgar o torcedorer que sabe das dificuldades que é um Brasileirão.

Já em Porto Alegre, o eliminado da Libertadores, o belo time do Internacional conquistou o Bicampeonato, após derrotar de virada o Caxias por 2x1.Agora são 41 títulos contra 36 do maior rival, Grêmio.

No Recife, quem diria. O Sport Recife que jogava pelo empate perdeu para o Santa Cruz por 3x2, e conquistou o Bi pernambucano. Destaque para Dênis Marques, artilheiro do certame com 15 gols. Em Goiânia deu Goiás. O Esmeraldino podia empatar e foi o oque ocorreu contra o rival Atlético GO. Empate que também consagrou o Ceará contra o Fortaleza, e o Bahia que no Ba-Vi conseguiu um heróico 3x3 e um título que não vinha há 11 anos.
Agora é hora de virar a página e preparar a emoção para as retas finais da Copa do Brasil e Libertadores, e claro para o início do Brasileirão, Séries A e B. Por enquanto, a certeza mesmo é que que o segundo semestre será eletrizante com os confrontos interestaduais. Vamos aguardar!

Até a próxima!