quinta-feira, 25 de outubro de 2012

A RENOVAÇÃO QUE DEU ERRADO - Por Rodrigo Curty

A 32ª rodada do Brasileirão teve seu fechamento com duas partidas. O Vasco recebeu o Internacional, enquanto o Botafogo visitou o desesperado Figueirense. Antes de entrar na partida de São Januário, valorizo a vitória de 2x0 do Glorioso. Gols de Bruno Mendes, que definitivamente tem estrela, mas talento e de Seedorf, um baita jogador que dispensa  comentários. Agora sim, a análise do time da Colina.
O Cruzmaltino começou na frente do Colorado, mas a inexperiência mais uma vez pesou. Com dois gols do uruguaio Diego Forlán, o Vasco foi derrotado de virada por 2x1, e de quebra amargou sua quarta derrota consecutiva na competição. Se há um mês, o time estava e situação confortável, no que diz respeito a uma presença na Copa Libertadores do ano que vem agora o desespero bateu de vez. Os torcedores perderam a paciência com o presidente Roberto Dinamite e seus respectivos diretores.
E razão não falta. O time que conseguiu o título da Copa do Brasil em 2011, que disputou até o final a chance de ser campeão brasileiro do mesmo ano, vinha bem na Libertadores deste ano, bem, vinha bem, mas pelo incrível que pareça, desde a eliminação para o Corinthians que viria ser o campeão, o time perdeu seu rumo. Primeiro foram às brigas entre jogadores e o ex-treinador Cristovão Borges, depois a falta de salários, e por fim a necessidade de desmanche para fazer caixa. Fagner, Rômulo, Diego Souza, peças importantes desmantelaram o esquema vascaíno, e o pior, o clube não recebeu a quantia esperada, e muito menos se reestruturou. O desgaste é nítido, o time deu o que tinha que dar. Jogadores como Alecssandro, Renato Silva, Eder Luis, aparentemente estão na berlinda. Já Felipe e Juninho Pernambucano seguram a onda, mas devem blindar os mais jovens, caso contrário, o tiro sairá pela culatra e a torcida não deixará de ter a postura de cobrar com frases do tipo: "Vendeu o time inteiro, perdeu o Brasileiro. Cadê o dinheiro?".
Ainda faltam cinco partidas, e o Vasco corre atrás do São Paulo, e agora tem a sombra de Internacional e Botafogo. Será que dá pra acreditar em Libertadores e permanência de Marcelo Oliveira? É aguardar para ver.
Até a próxima!