quarta-feira, 25 de setembro de 2013

O TORNEIO DA SALVAÇÃO - Por Rodrigo Curty

A noite de futebol nesta quarta-feira promete fortes emoções para muitas torcidas. A bola dá uma folga no campeonato brasileiro, com exceções para os jogos entre Santos e Náutico, válido pela 11ª rodada e Criciúma e Atlético MG, antecipado da 25ª rodada. Folga no Nacional, foco total nas quartas de final da Copa do Brasil. Esta aliás uma ótima oportunidade para equipes como Vasco, Flamengo, Corinthians e a dupla Gre-Nal resgatarem a confiança, e de Atlético PR e Goiás mostrarem que não são zebras na temporada.
A Copa do Brasil é interessante, pois levar gols jogando em casa é um péssimo o negócio, mas decidir fora também pode ser fatal. 
A abertura da rodada se dará hoje com três partidas, todas às 21h50. Vamos para as análises.
No Serra Dourada, Walter e cia espera manter a péssima fase do Vasco em dia. O time é praticamente imbatível sobre os seus domínios e a torcida está bem empolgada e confiante em mais um triunfo. A questão é entender que o time carioca que apesar de vir de quatro derrotas seguidas, crise interna e insatisfação de alguns jogadores, sabe que o ano pode ser salvo com a conquista do título e garantia de presença na Libertadores de 2014. Promessa de jogo corrido.
No Pacaembu, o Corinthians joga para resgatar a confiança de sua torcida. O time não sabe o que é vencer desde o dia 01/09, ou seja há seis partidas, sendo destas cinco derrotas, e de quebra voltar a fazer gols, pois nessa sequência foi apenas um. A Copa do Brasil é uma ambição e objetivo, pois em Parque São Jorge, muitos acreditam ser difícil figurar no G4 até o fim do Brasileirão. O adversário será o Grêmio que perdeu grande chance de estar próximo da liderança do Nacional, uma vez que vacilou jogando em casa e não vence há três jogos, mas certeza mesmo são os inúmeros problemas de contusões que atrapalham o planejamento de Renato Portalupi. Jogo equilibrado e com cara de decisão na bola parada. Será?
E o Maracanã? Pois é. O palco da partida entre Botafogo e Flamengo a principio não estará cheio. O motivo é a queda de produção do Glorioso que vem de duas derrotas seguidas no Brasileirão e do Flamengo que vive um péssimo momento e bem próximo da zona de rebaixamento. Enquanto um tem o objetivo ainda de conquistar o título nacional, porém respeita e deseja a Copa do Brasil, o outro vai para o tudo ou nada para sonhar com mais uma Libertadores. Aqui a partida tecnicamente é toda do Fogão, mas a vontade, força da camisa e foco podem fazer o Flamengo crescer e surpreender como já visto contra o Cruzeiro. O mata-mata é a cara do time de Jayme Almeida, mas a fase... Jogo bastante equilibrado e para variar com cara de empate. É aguardar para ver.
Amanhã às quartas de final tem a partida isolada entre Internacional e Atlético PR. Se do lado Colorado o clima não é dos melhores, a pressão sobre Dunga, a péssima atuação de alguns jogadores, do lado do Furacão é só alegria e certeza que o time pode provar ainda mais. Amanhã eu conto.
Até a próxima e ótimos jogos.