segunda-feira, 2 de setembro de 2013

PARA CARIOCA ESQUECER - Por Rodrigo Curty


E lá se foi a 17ª rodada do Brasileirão e com ela muita coisa para avaliarmos, como por exemplo, citar que nesta os cariocas foram mal demais. Nenhum dos quatro grandes do Rio triunfou. Em relação aos paulistas foi só alegria, mesmo com empate do São Paulo contra o então líder Botafogo. Vamos para a análise.
No sábado foram cinco jogos. O Grêmio a cada rodada demonstra que pode subir ainda mais, e que a sorte acompanha os competentes. O tricolor se aproveitou de uma falha da Ponte Preta para vencer por um magro 1x0, mas importante pelos três pontos.
O Goiás não conseguiu passar pelo Atlético MG que definitivamente não consegue ser o mesmo da Libertadores, apesar que o bom futebol não aparecia há muito tempo também no torneio internacional, mas o time vai subir no segundo turno.
Apesar da vitória de 4x2 sobre Bahia, sendo três gols em apenas sete minutos, a Portuguesa deve sofrer para se manter na elite, assim como o Bahia que a cada rodada cai de produção e sente a falta de um bom banco de reservas.
E o Atlético PR? Pois é, o Furacão mostrou mais uma vez a sua força e passou pelo apático e sem força Náutico por 4x1. O rubro-negro segue firme na terceira posição e promete mais no segundo turno, será?
Fechou a rodada de sábado o irreconhecível Fluminense. Desta vez a derrota foi para o Santos e metade de sua torcida. O Maracanã foi o palco de vaias e preocupação com Vanderlei Luxemburgo que necessita urgentemente se reinventar. O atual campeão brasileiro vai de mal a pior e não mostra sinal de recuperação. Já o Peixe segue estável e mereceu o 2x0.
Já no domingo de sol e começo de setembro, a festa principal foi de Corinthians e Cruzeiro. O primeiro jamais esquecerá a comemoração de 103 anos de vida. Pacaembu lotado, torcida afiada e um Timão como há algum tempo não se via. Tudo bem que o Flamengo praticamente não entrou em campo e mostrou a velha deficiência de plantel, esquema tático, e pior, esqueceu a raça e empenho mostrado contra o Cruzeiro na última quarta-feira. Azar de Mano e cia, pois os comandados de Tite sobraram e se aproveitaram das chances criadas. Alexandre Pato inspirado marcou dois gols, Romarinho um e Guerrero de pênalti outro. Destaque da partida sem dúvida foi o meia Douglas, para variar sobrou contra o rubro-negro. Agora é aguardar para ver se o alvinegro decola de vez ou volta a oscilar. Desde abril o time não marcava mais que dois gols.
Outro rubro-negro que dançou foi o Vitória. Jogando no Barradão, o time perdeu por 1x0 para o desesperado Criciúma que conseguiu a primeira vitória fora de casa. Caio Jr foi demitido e Ney Franco assumiu. Será que o bom futebol baiano volta à tona?
Coritiba é outro que não consegue vencer. Ficou na empolgação e na dependência vital do meia Alex. O Coxa não saiu do zero contra o Internacional que também oscila e não consegue provar que pode mais.
No Maracanã, outro que parece ter parado no tempo foi o Botafogo. O placar sem gols contra um desesperado São Paulo que não perde mais, porém precisa urgentemente parar de empatar se quiser ter tranquilidade no segundo turno. O Fogão segue no G4, mas sem meias deve sofrer uma queda nas próximas rodadas. Vamos aguardar.
Por fim, no Mineirão, Cruzeiro e Vasco fizeram o melhor jogo da rodada. A Celeste provou que na nova Arena não tem jeito, é vencer e vencer. No final o placar de 5x3 colocou o time mineiro na liderança isolada e com possibilidades de ampliar a vantagem antes do segundo tuno começar. Quem segura os comandados de Marcelo Oliveira?
Até a próxima!