quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

UMA GUERREIRA CHAMADA LAIS - Por Rodrigo Curty

A vida é tão maravilhosa que chega a ser capaz de demonstrar em sua essência, ao ser humano, o quanto vale a pena, quando este resolve buscar novos desafios em uma trilha profissional, seja no dia a dia de grandes empresas ou na vida esportiva.
Hoje os apaixonados pelo esporte ou melhor, pela vida, tiveram uma grande notícia vinda dos EUA, mas precisamente da cidade de Miami. Trata-se da alta recebida pela brasileira Lais Souza, ex-ginasta que decidiu rumar para o caminho do esqui, e mesmo criticada, orientada, seguiu seu instinto e foi buscar uma realização pessoal.
O custo dessa busca por pouco não causou a sua morte.O desafio de se recuperar totalmente ainda é árduo, porém a sua saída da Unidade de Terapia Intensiva(UTI) para a Unidade Semi-Intensiva deve ser bastante comemorada. 
De acordo com o boletim dos médicos do Hospital Jackson Memorial, da Universidade de Miami, Laís apesar de não precisar mais respirar com a necessidade de ventilação mecânica, segue com uma traqueostomia conectada a oxigênio e com quadro estável. 
Para quem não se recorda, a brasileira está internada desde o dia 27 de janeiro, após se chocar em uma árvore nos treinos de esqui em Park City, Utah. O acidente ocasionou uma grave lesão em sua coluna cervical e a necessidade de passar por cirurgia. A gravidade foi tanta que a atleta não conseguia mexer os braços e as pernas. 
Já no dia 5 de fevereiro, Lais foi transferida para Miami onde segue o tratamento e teve a evolução de poder voltar a mover os ombros e mostrou sensibilidade na parte superior do braço e do tórax.
O tratamento deve apresentar novas melhoras nos próximos dias, e um dos motivos disso, de acordo com o corpo médico é pela gana, garra, determinação e vontade da brasileira pela vida.
Parabéns Lais, força e saiba que estamos com você, afinal é um grande exemplo de que sempre vale a pena buscar os nossos objetivos, e que mesmo nas quedas, nas falhas, nas opiniões contrárias, ninguém mais do que nos mesmos para saber o que é melhor para seguir a vida e como conseguir nos levantar.
Até a próxima!