terça-feira, 29 de abril de 2014

POSTURA DE CAMPEÃO - Por Rodrigo Curty

A maioria das partidas quando terminam em goleada, logo se pensa: " Foi fácil demais", mas nem sempre é isso que ocorre. Muitas das vezes o time goleado conta com oportunidades, mas as desperdiça. Pois bem, hoje tudo levava a crer que o tal "inferno" prometido pelos comandados de Guardiola fariam quem olhasse agora o placar da eliminação, pensassem que foi realmente algo atípico, quando na verdade se viu um time com postura de campeão.
O Bayern de Munique, o time até então a ser batido no mundo, mas uma vez sucumbiu contra o Real Madrid. Se na semana passada o duelo tático, a parte física e a vitória dos merengues veio de forma justa, hoje o que se viu foi novamente uma soberania em todos os quesitos.
A goleada histórica por 4 a 0, sendo três de bola parada, em pleno Allianz Arena com mais de 67 mil torcedores jamais será esquecido. De quebra, o time de Madrid garantiu vaga na final da Liga dos Campeões da Europa pela primeira vez após 12 anos e, tem tudo para conquistar o seu décimo título na competição no próximo dia 24 de maio, quando será disputada a final, em Lisboa.
Sinceramente, por mais que sabemos que só se ganha quando joga, dificilmente Atlético de Madrid ou Chelsea que lutam pela outra vaga consigam tirar esse caneco dos comandados de Carlo Ancelotti, ainda mais se eles jogarem o que jogaram hoje, afinal não é todo dia que vemos um belo time ser batido da forma que foi. Foram necessários apenas 19 minutos para o estádio se calar e ter que se conformar com os 3x0 no placar com dois gols de Sergio Ramos e outro de Cristiano Ronaldo que faria mais um. Esse aliás o gol de número 16 em dez partidas, o cara mostra porque é sim hoje considerado o melhor do mundo. De quebra o português se tornou o maior artilheiro da história em uma só edição do torneio, superando nada mais, nada menos que Lionel Messi, do Barcelona, e o brasileiro Mazzola, autores de 14 tentos. 
Parabéns ao Real Madrid e ao Bayern de Munique, que apesar de não ter se apresentado como poderia, reconheceu que a superioridade tática existiu e que venceu o melhor time nos dois duelos.
Até a próxima!