segunda-feira, 12 de maio de 2014

DIFERENÇAS DOS TRICOLORES - Por Rodrigo Curty

E lá se foi a quarta rodada do Brasileirão e com elas algumas certezas. Os times de Santa Catarina devem mesmo apenas lutarem para não serem rebaixadas. O Internacional, apesar de ser apenas o início, parece que para alegria de seus torcedores, finalmente amadureceu no torneio de pontos corridos. No Paraná, a dupla Atletiba é limitada, assim como Flamengo, Botafogo, Palmeiras e Santos. Em Minas, Atlético MG e Cruzeiro devem lutar no mínimo pela vaga na Libertadores.
Mas o destaque dessa rodada ficou para os tricolores que disputaram clássico e de outro que busca a sua afirmação.
Começo pelo Fluminense que venceu o clássico contra o Flamengo por 2x0. Aos poucos Cristovão Borges consegue montar o time / elenco que julga ideal para brigar pelo título. O tricolor carioca possui um esquema tático de acordo com o adversário, porém penso que diante de um time que também possua contenção e velocidade, as vitórias não serão tão fáceis como a de ontem.
Já o São Paulo segue seu martírio de poucas peças de reposição. Está nítida a insatisfação de Muricy Ramalho. O elenco é limitado e sofre demais com a falta de criação, o que sobrecarrega Paulo Henrique Ganso. Se ajustar e reformular a zaga e a velocidade do meio/ataque, pode ser que o time cresça e passe confiança aos seus torcedores.Ontem o resultado de 1x1 contra o grande rival Corinthians foi bastante comemorado.Destaque para o péssimo nível técnico da partida, sobretudo na primeira etapa.
O Bahia encarou o Vitória e não saiu do empate em 1x1. O tricolor baiano segue surpreendendo, mas não vejo com fôlego para manter essa média por muito tempo,posso até me enganar, por isso é melhor aguardar para ver.
Por fim o Grêmio. O tricolor gaúcho que precocemente caiu na Libertadores, após estar com uma campanha com cara de finalista promete voltar a competição no final do ano. O time tem um elenco mediano, porém conta com a força de peças experientes como o atacante Barcos, que ontem fez os dois gols na vitória de 2x1 sobre a Chapecoaense.
Até a próxima!