sábado, 21 de junho de 2014

DÉCIMO DIA DE COPA - Por Rodrigo Curty

O décimo dia da Copa do Mundo da FIFA 2014 por pouco não apresentou mais uma zebra, contou com marca importante e com estreante se dando mal. Vamos aos jogos.
Pelo grupo F, na Arena Mineirão, em Belo Horizonte, a Argentina encarou a Seleção do Irã, e para quem esperava moleza e goleada dos hermanos, quase que sai do estádio com um injusto 0x0, mesmo porque os iranianos mereciam a vitória, tiveram uma penalidade não marcada, mas também não tiveram a competência na hora H. Diferente da Argentina que como já ocorrido no Maracanã, contou com o craque Lionel Messi. Desta vez, aos 46' da etapa final, marcando um golaço que garantiu passagem às oitavas de final. O time de Alejandro Sabella precisa melhorar e muito para não depender apenas da sorte e das boas defesas de Romero, quando esse for exigido. A tendência é melhorar, mas vamos aguardar.
Na Arena Castelão, em Fortaleza, Alemanha e Gana fizeram uma excelente partida, sobretudo na etapa final. Os alemães encontraram um time sem medo, jogando de igual para igual, e só não conseguiram manter a vitória de virada porque os atacantes não tiveram a frieza na frente de Manoel Neuer e uma estrela com faro de gol de nome Miroslav Klose. O atacante precisou de apenas dois minutos em campo para chegar ao seu gol de número 15, igualando Ronaldo e com reais possibilidades de ser o maior artilheiro no final do torneio. Praticamente classificada para às oitavas, os tetracampeões demonstram grande técnica e preparo físico, mas definitivamente não apresentaram tudo o que podem no 2x2, gols de Asamoah Gyan , André Ayew(Gana), Klose , Götze(Alemanha). Isso deve acontecer no mata-mata. Para Gana, resta torcer para Portugal contra os americanos e, depois vencer os mesmos e torcer para a Alemanha parar os Estados Unidos. Eu sinceramente torço por isso, pois é uma Seleção que joga sem medo e com espetáculo.
Por fim, na quente e úmida Cuiabá, a Bósnia-Herzegovina encarou a Nigéria. A partida foi eletrizante, repleta de oportunidades para ambos os lados e com os goleiros trabalhando muito, principalmente Enyeama. O goleiro nigeriano fechou o gol e evitou o empate dos bósnios, que com a derrota de 1x0, gol de Odemwingie, deram adeus em sua estreia nas Copas. Para o time africano, a vaga está próxima, mas para isso não pode tropeçar contra a Argentina e o Irã vencer bem a Bósnia. A segunda vaga está aberta. 
Até a próxima!