quarta-feira, 4 de junho de 2014

O FIEL DA BALANÇA - Por Rodrigo Curty

A Copa do Mundo se aproxima e com ela todo o nervosismo dos torcedores das 32 Seleções presentes, principalmente aqueles que torcem para Itália, Inglaterra, Uruguai e Costa Rica, que estão no grupo D.
Os três primeiros entraram em campo hoje para mais um amistoso pré-Copa e deu para tirar algumas lições do chamado "grupo da morte", como vemos a seguir.
A Inglaterra jogou nos EUA, mas precisamente em Miami, no Sun Life Stadium contra a também participante da Copa, a Seleção do Equador e não saiu do empate em 2x2, gols de Rooney e Lambert para os ingleses e Valencia e Arroyo para os equatorianos. As duas equipes apresentaram bastante movimentação, porém taticamente foram muito lentas nos contra-ataques, quando tinham o espaço cedido. É claro que foi um amistoso, mas se ambas tiverem essa quantidade de passes errados no torneio podem se complicar.O English Team ainda precisa melhorar se quiser fazer bonito no Brasil, e corre o risco de ter um importante desfalque. Na partida, o meia-atacante do Arsenal, Alex Chamberlain levou uma entrada dura do volante Carlos Gruezo e preocupa o técnico Roy Hodgson. No próximo sábado, os ingleses fazem o último amistoso antes de pisarem em terras brasileiras. O adversário será a também participante Honduras. 

E a Itália? Pois é, a Azurra quando come pelas beiradas, não empolga como o previsto e entra como zebra é um perigo. Na partida amistosa de hoje, encarou a fraca e sempre freguesa Seleção de Luxemburgo, na cidade de Verona, porém não saiu do empate por 1x1(Marchisio e Chanot), graças é bem verdade, as chances claras de gol desperdiçadas. O fator Montalivo, cortado da Copa por fratura na tíbia da perna esquerda, no último sábado no empate sem gols contra a Irlanda pesou no elenco, mas o técnico Cesare Prandelli, apesar de reconhecer que a Seleção precisa melhorar e muito para o Mundial também viu pontos positivos, por exemplo no ataque formado pela dupla Balotelli/Cassano. Vamos aguardar como será a arrumação tática e força italiana na estreia em 14 de junho na quente Arena da Amazônia contra a Inglaterra.Antes, no próximo domingo, às 17h30, em Volta Redonda, a Azurra medirá forças no amistoso contra o Fluminense. Jogo interessante.
Por fim, o Uruguai encarou a Eslôvenia no estádio Centenário lotado e se deu bem. Sem empolgar, mas como a receita usada na Copa de 2010, quando nem o mais otimista uruguaio acreditava que a Seleção pudesse chegar tão longe, os comandados de Oscar Tabárez mostraram a velha obediência tática, tranquilidade e união. Essa a maior virtude da Celeste que não joga apenas em função de um jogador, todos têm a sua parcela no sucesso ou derrota. A vitória de 2x0, gols de Cavani e Stuani dá moral. A torcida uruguaia ainda torce para recuperação total de sua maior estrela, o atacante Luis Suárez, que operou o joelho esquerdo e ainda se recupera. A minha torcida é para que ele realmente possa atuar no Brasil.
Por fim, a Costa Rica jogou no último dia 02/06, em casa e perdeu de 3x1 para o Japão. Desta maneira, não há como não pensarmos que nesse grupo com três campeões mundiais, passa para às oitavas de final aquela Seleção que fizer a lição de casa bem feita que é vencer o fiel da balança, uma vez que provavelmente Inglaterra, Itália e Uruguai vençam uma e percam a outra entre si.  Veremos!
Até a próxima!