quinta-feira, 19 de junho de 2014

OITAVO DIA DE COPA - Por Rodrigo Curty

O feriado de Corpus Christi foi marcado também por mais três partidas na Copa do Mundo da FIFA 2014.
Pelo Grupo C, a Colômbia segue surpreendendo com o bom futebol, no D, o considerado da morte, o Uruguai mostrou porque Suárez é o cara da Seleção e, no fechamento da noite, o Japão vacilou e não conseguiu furar a barreira grega. Vamos aos jogos.
A primeira partida foi disputada na Arena Mané Garrincha, em Brasília. Em partida bem equilibrada, Colômbia e Costa do Marfim buscavam o primeiro lugar e para aumentarem as chances de estarem nas oitavas de final. Melhor para os Sul-Americanos, que conseguiram a vitória por 2x1, mesmo levando sufoco nos minutos finais e, com o empate de Japão e Grécia, garantiu a classificação antecipada.
Apesar da derrota, cabe agora aos africanos vencerem os gregos, que ainda seguem vivos, mas não conseguem marcar gols. Conto a seguir.
Já em São Paulo, na Arena Itaquera, estádio do Corinthians,  Uruguai e Inglaterra fizeram uma bela partida pelo grupo D, principalmente na segunda etapa. Ambas entraram em campo necessitando da vitória para continuarem vivas no torneio. De um lado Gerrard e Wayne Rooney, do outro a dupla fantástica Edinson Cavani e Soárez. O jogo foi lá e cá, e como justiça nem sempre se faz presente nos gramados, ao invés de um empate deu Uruguai.A Celeste venceu por 2x1, graças a frieza, técnica e determinação de seu camisa 9, autor dos dois gols. O craque do Liverpool não precisou nem correr e aparecer muito, pois a bola procura os competentes. Operado há 29 dias e dado como fora da Copa, bastou uma partida para provar que tem gente que fala demais. Melhor para os amantes do futebol que podem assistir esse belo jogador em atividade.
Agora a Celeste encara a Itália para seguir firme na competição, mas que fique a lição de que não se pode jogar na espera do adversário, afinal não será sempre que o goleiro Moslera e o atacante estarão iluminados. Para Inglaterra é esperar uma vitória da Itália contra a Costa Rica e depois contra o Uruguai e fazer bem a sua parte. Chance existe, mas convenhamos é bem complicada a combinação.
Por fim, o Japão mediu forças contra a Grécia pelo grupo C, na Arena das Dunas. Apesar de várias oportunidades criadas, principalmente pela seleção japonesa, que atuou com um jogador a mais desde o final do primeiro tempo, o placar não saiu do zero. O resultado teoricamente foi melhor para o Japão, pois encara a já classificada Colômbia na ultima rodada, mas isso não é certeza de vaga garantida. A minha aposta é pela classificação dos africanos. É aguardar para ver.
Até a próxima!