domingo, 15 de junho de 2014

TERCEIRO DIA DE COPA - Por Rodrigo Curty

E a bola rolou para o terceiro dia de Copa do Mundo da FIFA nos gramados brasileiros. As equipes dos grupos C e D entraram em campo e, para alegria dos torcedores fizeram a rede balançar.
Na abertura do grupo C, a Colômbia encarou a Grécia, conhecida pela sólida defesa e força física, mas o que se viu foi um passeio dos Cafeteros na arena Mineirão, em Belo Horizonte.
Desconfiada por muitos pela ausência do ídolo e craque da equipe Falcão Garcia, hoje deu para ter a certeza que pelo menos nas oitavas de final a equipe deve chegar. A vitória foi maiúscula, 3x0, gols do ex-lateral do Palmeiras, Armero, do substituto de Falcão Garcia, o bom jogador Teó Gutiérrez, e do camisa 10 James Rodriguez. Olho na Colômbia, que come pelas beiradas e tem o comando do experiente técnico José Pekerman.
Na segunda partida do dia, na linda arena Castelão, que será o palco da segunda partida da Seleção Brasileira, o Uruguai encarou a Costa Rica, que chegou desfalcada de dois importantes jogadores para o Mundial e era tida por todos como a carta fora do baralho do grupo D. Para muitos Uruguai avança junto com Itália ou Inglaterra, pois bem, não é que a Costa Rica atropelou a Celeste? E detalhe, os "Ticos" poderiam ter vencido por mais gols, mas 3x1, de virada vai dar uma moral incrível aos comandados de Jorge Luis Pinto. Campbell foi o craque do time. O atacante do Olympiacos(Gre) fez gol, deu passe, levou a zaga uruguaia à loucura. Agora que venha a Itália e para a Celeste é vencer ou vencer a Inglaterra na Arena São Paulo. Corre o risco de termos os classificados desse grupo apenas na última rodada, ou seja até lá todos podem estar com três pontos cada, será?
Já na arena da Amazônia, Inglaterra e Itália fizeram o clássico da rodada. A partida foi bem disputada e cheia de oportunidades para ambos os lados, melhor para a Azurra que acabou com a estigma de começar mal uma Copa do Mundo.Apesar dos fatores extracampo como calor e umidade, o preparo físico das equipes europeias surpreendeu. Se Wayne Rooney terminou a partida sem quebrar o tabu de fazer gols em mundiais, Pirlo mostrou que é igual a vinho, quanto mais velho, mas craque fica. Na frente o bad boy italiano Mario Bolotelli provou que não veio para brincar e muito menos para ser só mais uma estrela, ele quer mais. Aos ingleses resta na próxima 5ªfeira jogar uma "final" contra a Seleção do Uruguai. Promessa de grande jogo para ver quem pode avançar as oitavas.
Por fim, pelo grupo C, Japão e Costa do Marfim se enfrentaram na arena Pernambuco. A partida foi bastante movimentada e com opostos. De um lado, uma Seleção obediente taticamente, disciplinada e sem opções que não os contra-ataques, do outro um time mais forte fisicamente, voluntarioso e mais coração que técnica. Se o Japão abriu o placar com um belo gol do craque Honda, e depois perdeu as chances de ampliar, na segunda etapa, após tanto tentar, os africanos conseguiram a virada, e diga-se de passagem, tudo graças a entrada de Didier Drogba, que mesmo sem participar dos gols da virada de 2x1, em apenas dois minutos, trouxe mais empolgação, virou referência e deu tranquilidade aos companheiros. Vitória justa dos "Elefantes", que podem finalmente passar às oitavas.
Hoje a bola rola para os grupos E e F. Depois eu conto. 
Até a próxima!