sexta-feira, 6 de junho de 2014

ÚLTIMO TESTE BRASILEIRO - Por Rodrigo Curty

E a sexta-feira foi repleta de importantes testes das Seleções que disputarão a Copa do Mundo da Fifa a partir da semana que vem e também de novas baixas como a de Franck Ribéry da França e Marcos Reus da Alemanha. O pior é que a bruxa continua à solta.
Antes de entrarmos no amistoso da Seleção Brasileira, vale alguns registros de outras partidas.
A Colômbia bateu a Jordânia por 3x0 no Estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, na Argentina e chega confiante para surpreender no Brasil. Os seus adversários do grupo C também entraram em campo. A Grécia passou pela fraca Bolívia pelo placar de 2x1, enquanto os japoneses passaram pela fraquíssima Zâmbia por 4x3, após estarem perdendo por 2x0.
No outro grupo considerado "da morte", o de letra G, a Alemanha se despediu do seu torcedor em grande estilo, mesmo após ser vaiado.O adversário foi a fraca Seleção da Armênia que levava a partida para um empate de 1x1, quando Podolski e companhia resolveram jogar e sem problemas chegaram ao triunfo de 6x1. Destaque para o recorde batido pelo atacante Miroslav Klose. O jogador chegou ao seu gol de número 69 com a camisa alemã e ultrapassou a marca do ídolo Gerd Müller.
Já Portugal sem seu maior astro, o melhor jogador do Mundo Cristiano Ronaldo fez uma partida pegada contra um dos adversários do Brasil, a Seleção do México em Foxborough, nos Estados Unidos. A partida se encaminhava para um 0x0, mas nos acréscimos, Bruno Alves desviou de cabeça no canto esquerdo de Ochoa e fez a alegria dos portugueses, que ainda jogam contra a Irlanda, antes de estrearem na Copa.
Agora sim, a Seleção Brasileira. O Brasil entrou no gramado do frio Morumbi para encarar a Sérvia. A partida foi um ótimo teste para os comandados de Felipão. Os sérvios não aliviaram e marcaram e atacaram bem no esquema de 4-4-2 clássico. Isso deve se repetir na estreia contra a Croácia, que diga-se de passagem venceram o amistoso contra a Austrália por 1 a 0, gol do atacante Nikica Jelavic. 
O Brasil teve dificuldade de sair da forte marcação e não conseguiu encontrar espaços para apresentar o futebol rápido e envolvente como na vitória sobre a fraca Seleção de Panamá. Neymar esteve aquém do esperado, os laterais e a zaga falharam em jogadas fáceis, o meio pouco criou, mas o ataque nas poucas chances que tiveram foram bem. A partida pegada e sem alternativas fez com que a torcida paulista, mesmo como um atraso vaiasse os jogadores e gritassem nomes como a do atacante do São Paulo, Luis Fabiano. Foi aí que Fred recebeu lindo passe do capitão Thiago Silva e com grande estilo, dominou no peito e no chão de perna direita mandou a bola para o fundo da rede. Golaço.
Agora é treinar na Granja Comary, acertar alguns pequenos detalhes, trabalhar o emocional e entrar para o rumo ao Hexa, na próxima 5ªfeira, dia 12, na Arena São Paulo, em Itaquera. Boa sorte Brasil!
Até a próxima!