segunda-feira, 11 de agosto de 2014

14ª RODADA DO BRASILEIRÃO TEM DE TUDO - Por Rodrigo Curty

A 14ª quarta rodada do Brasileirão, série A foi excepcional principalmente para quatro equipes: Internacional, Corinthians, São Paulo e Figueirense, mas muito boa também para os dois Atléticos, Flamengo e Figueirense. 
Infelizmente o que estamos mais do que acostumados a ver nas rodadas se manteve. Erros de arbitragem que ajudaram a definir os placares, excesso de erros de passes e estádios vazios, mas também teve golaços. No caso de clássicos, e nessa rodada foram dois, a violência mais uma vez se fez presente, o que é no mínimo lastimável, mas vamos ao que interessa, falar de futebol.
No sábado, o Fluminense que poderia encostar ainda mais no Cruzeiro, não soube se valer do mando de campo, e em partida morna acabou no empate de 1x1(Elivélton(F) e Germano(C)) contra o agora lanterna Coritiba. O Bahia com gol de Fahel fez a sua parte na luta para sair da degola e venceu por 1x0 o Goiás.
Já o ainda líder Cruzeiro só não manteve a distância de quatro pontos para o segundo lugar, graças a péssima arbitragem de Jailson Macedo Freitas que deixou de validar dois gols legítimos contra o Criciúma no empate sem gols, no estádio Heriberto Hulse.
Nas partidas do domingo, destaque para a vitória do Internacional sobre o Grêmio, na reestreia de Felipão no comando do tricolor. O Beira-Rio estava lotado e colorido de vermelho e branco. Após um 1º tempo equilibrado, na reta final prevaleceu o melhor momento do Colorado. Vitória de 2x0, gols de Aránguiz e Cláudio Winck. A diferença entre as duas equipes é de nove pontos. O Inter já é o vice-líder, e está a apenas dois pontos do Cruzeiro. Olho neles!
E o Santos nem com a reestreia de Robinho conseguiu triunfar sobre o Corinthians, que para a alegria de seus torcedores, finalmente pode quebrar o tabu de vencer o time da Vila com ele em campo ou melhor, logo após a sua substituição. O triunfo por 1x0 gol do zagueiro Gil deve ser muito comemorada, pois a arbitragem, de certa forma colaborou para isso. Hoje as imagens de Petros agredindo o árbitro Raphael Claus deve dar o que falar. Fora isso, por mais que seja interpretação, a expulsão de Alison, em falta sobre Elias foi ao meu ponto de vista exagerada. De qualquer maneira, o Timão sabe que precisa melhorar principalmente sua parte ofensiva para chegar ao primeiro lugar. A diferença agora é de apenas três pontos. 
No Maracanã, a torcida do Flamengo sofreu até os 39' do segundo tempo para vibrar com o gol de cabeça do croata Eduardo da Silva que decretou a vitória de 1x0 sobre o Sport de Recife. O time tem muito o que melhorar, mas os três pontos conquistados nessa altura do campeonato foram importantíssimos.
Outro rubro-negro que se deu bem foi o Atlético PR. O Furacão ainda jogando com portões fechados afundou ainda mais o Botafogo. A vitória de 2x0(Cleo e Douglas Coutinho) coloca os paranaenses na 7ª posição do certame. Olho na Estrela Solitária que voltou para zona de degola.
Nas partidas que fecharam a rodada, a Chapecoense, em casa perdeu para o Figueirense por 1x0, gol de Marquinhos e que de quebra ajudou o time a deixar a lanterna. 
No Morumbi, finalmente para os torcedores do tricolor, Alexandre Pato teve ótima atuação contra o Vitória, fez dois gols na vitória por 3x1 e ajudou o São Paulo a chegar a 5ª posição. Alan Kardec, que saiu machucado e Kadu para o ameaçado time baiano marcaram os outros gols.É importante o registro que houve um pênalti claro não marcado para o Vitória.
Na Arena Independência, o Palmeiras segue sua sina de não vencer no Brasileirão. O alviverde até que foi bem em alguns momentos, mas o Atlético MG fez a sua parte e venceu por 2x1, gols de Tardelli e Dátolo, com Henrique descontando. O placar poderia ter sido pior, mas o árbitro não marcou pênalti claro para os mineiros. Gareca, por mais que neguem, já segue com o cargo ameaçado.
Até a próxima!