segunda-feira, 1 de setembro de 2014

FINAL DO PRIMEIRO TURNO - Por Rodrigo Curty

O tempo voa no futebol brasileiro. A rodada deste último final de semana marcou a penúltima e a última rodada do 1º turno do Brasileirão, da séries A e B respectivamente.
No torneio que garante a passagem dos quatro melhores a elite do futebol nacional, destaque negativo para o Vasco da Gama que foi atropelado pelo placar de 5x0, em pleno São Januário para o Avaí, que terminou na segunda colocação. O resultado foi a gota d'água para a permanência de Adilson Baptista no comando. Quem não para de encantar é o Ceará. O Vozão fechou o turno na liderança e sobre a tutela do imortal Magno Alves, o Magnata está jogando demais. Desta vez ele deu show na vitória de 3x1 sobre o Luverdense. Completam o G4, o América MG e o Joinville.
Pela série A, quase nenhuma novidade. O líder continua sendo o Cruzeiro que levou susto no início contra a Chapecoense, mas depois venceu sem problema por 4x2. A distância para o 2º colocado Internacional é de oito pontos. Já o São Paulo que empatou por 1x1contra o Figueirense está na terceira posição com 33 pontos, um a mais que o Corinthians que empatou pelo mesmo placar, em casa contra o quinto colocado Fluminense.
Na parte intermediária, o grande destaque vai para o renovado Flamengo de Luxemburgo. O rubro-negro que viveu longo período na zona de degola já pensa alto. O triunfo de 2x1 sobre o Vitória, no Barradão foi o quinto seguido. Com Luxa foi apenas uma derrota. A humildade e trabalho correto dão frutos, mas toda a calma é pouca. 
O mesmo serve para equipes como Atlético MG, Sport, Santos e Grêmio que vivem altos e baixos. Esse miolo deve ter novidades nas próximas rodadas.
Na zona de degola não se pode dizer o mesmo. A dupla Ba-Vi, Coritiba e Criciúma não parecem ter fôlego para uma sequência de vitórias, mas acreditam que possam medir forças com equipes que namoram essa parte da tabela como Figueirense, Chapecoense e Palmeiras. 
O próximo final de semana acaba o turno. Torneios paralelos como Copa do Brasil e Sul-Americana podem ajudar muitos, mas prejudicar outros, afinal às vezes fica complicado saber qual o melhor foco. Ser campeão e ser rebaixado ou sair do G4 e perder uma final? É aguardar para ver o que será decidido.
Até a próxima!