quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

DÚVIDAS PARA INÍCIO DO REGIONAL - Por Rodrigo Curty


E já estamos bem próximos do início dos torneios regionais pelo Brasil e ainda para alguns torcedores existe a dúvida de quem defenderá sua equipe. As especulações desde dezembro ainda permanecem vivas em clubes como Corinthians, Fluminense, Palmeiras e por aí vai. Mas o que podemos esperar dos clubes?
O Corinthians corre atrás da renovação de Paolo Guerrero que manifestou o desejo de retornar à Europa. Desta forma, o nome de Vagner Love ganhou força. Sinceramente, apesar de ser um belo nome no ataque de qualquer equipe, não vejo química com o Timão.
O todo poderoso Cruzeiro também tem problemas. O desmanche foi inevitável, mas as peças que chegam ainda não empolgam. Diego, ex-Santos é um desejo que se realizar seria bem interessante, porém o salário milionário assusta. Arouca é outro nome que agrada e pode pintar, desde que não fique por São Paulo.
O Atlético MG e o São Paulo foram os que menos mexeram no elenco. Com contratações pontuais podem fazer uma bela temporada.  
Mas calma lá, pois o Palmeiras contratou mais que todo mundo e apesar de ainda necessitar de entrosamento tem tudo para ter no mínimo um ano mais tranquilo. Os nomes não são de peso, mas no futebol está mais do que provado que vale ser homogêneo. Quem vai nessa linha é o Flamengo. Contratações pontuais e necessidade de um meia criativo, o que não é exclusividade.
O Vasco que jogará com numeração de 1 a 11 deseja retomar também o caminho da glória. Não será nada fácil, mas a princípio está mais organizado que o desmantelado Fluminense. Conca já saiu, mas outras peças fundamentais para a espinha dorsal também podem dar adeus. A Unimed mesmo tendo sido uma decisão acertada do tricolor fará muita falta no início.
No Sul do país, destaque para o Internacional que se reforça mais uma vez para não ficar no “quase”. O tricolor gaúcho também mexeu suas mãos e acredita em triunfo com Felipão.
Vamos ver o que será nesse primeiro semestre principalmente na Libertadores, Copa do Brasil e primeiras rodadas do Brasileirão, afinal pode se preparar, pois na janela do meio do ano muita coisa pode mudar.
Até a próxima!